ROCHA, Urzeni

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ROCHA, Urzeni
Nome Completo: ROCHA, Urzeni

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ROCHA, Urzeni

ROCHA, Urzeni

*dep. fed. RR 2007-2011. 2013-.

 

Urzeni da Rocha Freitas Filho nasceu no dia 28 de maio de 1958 em Itapuranga (GO), filho de Urzeni da Rocha Freitas e Andrezina da Rocha Freitas.

Iniciou sua carreira política ao filiar-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em 1991. Seu primeiro cargo eletivo foi o de vereador de Boa Vista , que obteve em 1992. No pleito de 1994 foi eleito deputado estadual, sendo reeleito em 1998. Em 2001, desfiliou-se do PTB e tornou-se membro do Partido Social Liberal (PSL). Na legenda deste partido reelegeu-se pela terceira vez ao cargo de deputado estadual, em 2002. Em 2005, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

No pleito de 2006, foi eleito deputado federal com 9.655 votos. Como parte de suas atividades parlamentares foi membro titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) e da de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN). Como membro da Comissão Especial destinada a conferir parecer sobre o projeto de lei 1610 de 1996, que dispunha sobre a extração de recursos minerais em terras indígenas, aprovou o parecer do deputado Eduardo Valverde, do Partido dos Trabalhadores (PT-RO), que determinava as formas possíveis de exploração de minérios, assim como a participação obrigatória dos índios nas atividades exploratórias.

Urzeni Rocha foi autor do projeto de lei de conversão que alterava a redação da Medida Provisória 454 de janeiro de 2009, que regularizava a transferência de terras da União para os estados de Roraima e do Amapá, e cujo texto foi aprovado pela Câmara em maio. No mesmo mês, a Câmara instaurou a Comissão Externa de acompanhamento da desocupação da Reserva Raposa Serra do Sol (CEXSERRA). A reserva, situada a noroeste do estado de Roraima, nas fronteiras com a Venezuela e a Guiana, vinha sendo motivo de disputa desde sua criação em 1998 por decreto presidencial de Fernando Henrique Cardoso (1995-2003). O processo de retirada dos produtores de arroz da região, iniciado em 2005, com a homologação da criação da reserva pelo presidente Luis Inácio da Silva (2003-2011), acirrou o conflito entre índios e agricultores na região. Após julgamento de requerimento contra a demarcação contínua de terras apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF), ficou decidido que a reserva seria mantida com seus limites intactos e que os não-índios deveriam ser removidos e indenizados. Urzeni Rocha foi um dos oito deputados designados para compor esta comissão.

Nas eleições de Outubro de 2010, concorreu ao cargo de deputado federal, porém, com 9.994 votos recebidos, obteve apenas uma suplência. Sem mandato, deixou a Câmara em Janeiro de 2011.

Em Abril de 2012, o Ministério Publico Federal de Roraima (MPF-RR) o denunciou à Justiça Federal por submeter trabalhadores em regime de trabalho escravo em uma fazenda de sua propriedade, acusação esta que aguarda julgamento.

Com a eleição da deputada Teresa Surita para prefeita de Boa Vista no pleito de 2012, deixou a suplência e foi empossado como titular na Câmara em Janeiro de 2013. 

Em Agosto de 2013, deixou o PSDB e migrou para o recém-fundado Partido Social Democrático (PSD).

Casou-se com Nira Mota, com quem teve três filhos.

  

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www.camara.gov.br>. Acesso em 13/09/2009 e 20/11/2013; Portal do MPF. Disponível em: <http://www.mpf.mp.br>. Acesso em 20/11/2013; Portal do PSDB. Disponível em: <http://www.psdb.org.br>. Acesso em 30/09/2009; Portal Roraima em Foco. Disponível em: <http://www.roraimaemfoco.com>. Acesso em 30/09/2009; Portal Transparência Brasil – Excelências. Disponível em: <http://www.excelencias.org.br>. Acesso em 30/09/2009. Portal do Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: <www.tse.jus.br/>. Acesso em 20/11/2013.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados