RUI DA COSTA VAL

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VAL, Costa
Nome Completo: RUI DA COSTA VAL

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
VAL, COSTA

VAL, Costa

*dep. fed. MG 1968-1969.

 

Rui da Costa Val nasceu em Viçosa (MG) no dia 6 de setembro de 1924, filho de João Brás da Costa Val, que fora prefeito de Viçosa, e de Vicentina Martino Val.

Iniciou os estudos secundários em Viçosa, transferindo-se mais tarde para o Colégio Leopoldinense, em Leopoldina (MG). Em 1949, obteve o grau de bacharel da Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UFMG).

Advogado e professor em Belo Horizonte, lecionou no Instituto Municipal de Administração e Ciências Contábeis e nos colégios Anchieta, Arquidiocesano, Municipal, cuja secretaria exerceu, e Santo Antônio.

Funcionário da Prefeitura de Belo Horizonte, ocupou em 1951 o cargo de diretor do Departamento de Assistência e Saúde e, no decorrer de sua trajetória na municipalidade da capital mineira, foi ainda assistente (1954-1956) do Departamento de Assistência e Saúde, procurador (1957-1963), consultor jurídico (1963) e diretor do Departamento Municipal de Educação e Cultura (1967) e secretário municipal de Educação e Cultura (1968-1970).

Iniciou sua carreira política em 1954 elegendo-se vereador na capital mineira na legenda do Partido Republicano (PR), tendo sido presidente da Câmara Municipal em três legislaturas consecutivas.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a conseqüente instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação política ao regime militar instalado no país em abril de 1964.

No pleito de novembro de 1966 concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados, conseguindo apenas a quinta suplência. Porém, chegou a exercer o mandato de outubro de 1968 a outubro do ano seguinte. Foi membro da Comissão de Economia da Câmara dos Deputados durante o período em que permaneceu na instituição.

No pleito de novembro de 1970 foi eleito deputado estadual, assumindo uma cadeira na Assembléia Legislativa mineira em fevereiro de 1971. Presidiu a Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (1971-1973) e integrou as comissões de Serviço Público Civil (1971-1972) e de Redação (1973).

Convidado pelo governador Rondon Pacheco (1971-1975) para um cargo no governo, licenciou-se de seu mandato em maio de 1974 para assumir a Secretaria de Trabalho e Ação Social do estado. Permaneceu nessa função até maio do ano seguinte.

Diretor da Carteira Agrícola da Caixa Econômica do Estado de Minas Gerais (1975-1978), voltou a disputar uma cadeira na Assembléia Legislativa mineira no pleito de novembro de 1978. Eleito, sempre na legenda governista, assumiu seu mandato em fevereiro de 1979. Desempenhou, entre 1979 e 1981, o cargo de segundo-vice-presidente da Comissão Executiva da Assembléia.

Com a extinção do bipartidarismo em novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), que sucedeu a Arena no apoio ao governo. Em maio de 1982, o governador Francelino Pereira dos Santos nomeou-o secretário de Trabalho e Ação Social, o que o obrigou a licenciar-se do mandato de deputado estadual. Chefiou a secretaria até março de 1983, por ocasião da posse do novo governador, Tancredo Neves.

Desportista, foi presidente do América Futebol Clube na capital mineira e juiz do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Mineira de Futebol. Pertenceu, ainda, aos quadros do Conselho da Administração do Estádio Minas Gerais (Ademg).

Faleceu em Belo Horizonte no dia 22 de agosto de 1991.

Era casado com Olga Maria Ferreira da Costa Val, com quem teve cinco filhos.

Teve editados os livros O direito inglês e os direitos ocidentais, Métodos de pesquisa filosófica, Pareceres e votos e O problema da gratuidade do mandato de vereador.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; Jornal do Brasil (23/8/91); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (8).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados