SABÓIA, Patrícia

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SABÓIA, Patrícia
Nome Completo: SABÓIA, Patrícia

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Mucio Sá DOSSIÊ

SABÓIA, Patrícia

* sen. CE 2003-

               

Patrícia Lucia Saboía Ferreira Gomes nasceu em Sobral (CE), no dia 10 de outubro de 1962, filha de José Sabóia Neto e Maria Marli Mendes Sabóia. Seu avô, Plínio Sabóia, foi prefeito de Fortaleza, deputado federal e senador da República.

Formada em pedagogia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), ingressou na vida política militando no movimento estudantil. Entre os anos de 1989 e 1990 atuou como primeira-dama da capital cearense, assumindo a chamada “Operação Fortaleza” (OPEFOR), através da qual desenvolveu projetos sociais voltados às crianças matriculadas nas escolas e creches da rede pública do município.

No ano de 1991, em decorrência da eleição de seu então marido Ciro Gomes para o governo do estado, passou a exercer a função de primeira-dama do Ceará,                  até 1995. No decorrer desse período esteve novamente envolvida em projetos sociais e políticas públicas voltadas às crianças e jovens carentes.  

No pleito eleitoral municipal realizado em 1996 concorreu ao cargo de vereadora de Fortaleza, pela Legenda do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), sendo eleita com 21.839 votos, maior votação da capital cearense para a Câmara Municipal. Tomou posse de seu primeiro mandato eletivo em 1997. Durante sua gestão presidiu a Comissão de Orçamento, Finanças e Fiscalização e foi membro da Comissão de Educação, Cultura e Desporto.

Nas eleições gerais de 1998 candidatou-se a Assembléia Legislativa do Ceará (ALCE) pela legenda do Partido Popular Socialista (PPS). Nessa ocasião obteve a segunda melhor votação do estado para o cargo de deputado estadual, com                    79.739 votos. Em 1999 tomou posse na ALCE, na qual atuou como líder da bancada do PPS ao longo de toda sua gestão. Ao longo de seu mandato legislativo assumiu também a função de membro do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), do Fórum Estadual pela Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Trabalhador Adolescente no Ceará e do Fórum Estadual de Enfrentamento da Violência e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. No decorrer de 2001 participou da criação da Frente Parlamentar pela Infância e Adolescência.

Nas eleições de outubro de 2002 concorreu como candidata a senadora pelo Ceará, sendo eleita com 1. 864.404 votos, correspondentes a 30,67% da votação válida. Em fevereiro de 2003 tomou posse no Senado Federal. No mês seguinte foi escolhida membro da subcomissão temporária da Criança, do Adolescente e da Juventude. No decorrer de 2003, ano em que foi escolhida vice-lider do governo Lula no Senado e primeira vice-lider do PPS, passou integrar as comissões de Assuntos Econômicos, de Relações Exteriores e de Assuntos Sociais. Além disso, tornou-se coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Entre os anos de 2003 e 2004 presidiu a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigou as redes de exploração sexual de crianças e adolescentes. O relatório final da CPMI denunciou a violência sexual contra menores, apontada não apenas como um problema sócio-econômico, mas também relacionado às questões culturais como o machismo e as relações de poder presentes na sociedade brasileira. O documento, que sugeriu o indiciamento de cerca de 250 pessoas, apresentou a urgência de medidas de proteção às vítimas de abuso sexual, além de  propostas de melhoria da legislação.

No mês de junho de 2004 passou a atuar como membro da comissão interna do Senado criada para planejar e coordenar as comemorações referentes ao ano da mulher (2004).  Em setembro esteve na Espanha, na Itália e na França, onde apresentou os resultados das investigações da CPMI que presidiu nos meses anteriores. Em outubro tornou-se integrante do Comitê de Coordenação da Rede Mundial de Mulheres Parlamentares, responsabilizando-se pelas ações na América Latina e no Caribe.

No decorrer de 2005, ano em que se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), tornou-se membro da Comissão de  
 Desenvolvimento Regional, além de ter sido escolhida para assumir a função                  de vice-presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, a qual passou a presidir ao longo de 2007, ano durante o qual tornou-se filiada ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). No decorrer de 2007 também apresentou ao Senado projeto de lei (PL), em tramitação no Congresso Nacional, que visava prorrogar por 60 dias a duração da licença maternidade, mediante a concessão de benefícios fiscais.

Em junho de 2008 tornou-se vice-lider do PDT no Senado. Em outubro, quando da realização das eleições municipais, concorreu à prefeitura de Fortaleza e obteve 183.136 votos (15,47% da votação válida), garantindo a terceira colocação no pleito vencido pela candidata à reeleição Luizianne Lins, do Partido dos Trabalhadores (PT).

Em fevereiro de 2009 tornou-se membro de duas comissões do Senado Federal: de Relações Exteriores e Defesa Nacional e de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. Além disso, foi escolhida integrante do Conselho do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz e do Conselho da Ordem do Congresso Nacional. Em maio passou a atuar também como titular da CPI das ONGs, criada para investigar a liberação, pelo governo federal, de recursos públicos para organizações não governamentais e para organizações da sociedade civil de interesse público, bem como a utilização desses recursos por essas entidades.

Publicou mais de uma dezena de textos, em sua maioria voltada às questões da mulher e da criança e do adolescente, como exploração e violência sexual e intrafamiliar, além do problema do tráfico de mulheres.

Foi casada com o ex-ministro e deputado federal Ciro Gomes, que também já exerceu mandatos de prefeito de Fortaleza, deputado estadual e governador do Ceará. Teve quatro filhos.

 

Luciana Pinheiro

 

FONTES: Portal Congresso em Foco (http://congressoemfoco.ig.com.br/; acessado em 06/07/2009); Portal do Jornal Folha de São Paulo (http://www.folha.uol.com.br/; acessado em 06/07/2009); Portal da Revista Veja (http://veja.abril.com.br/; acesssado em 06/07/2009); Portal da Senadora Patrícia Saboya (http://www.senado.gov.br/web/senador/PatriciaSaboya/index.html; acessado em 06/07/2009); Portal do  Senado Federal (http://www.senado.gov.br/; acessado em 06/07/2009); Portal do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (http://www.tre-ce.gov.br/; acessado em 06/07/2009).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados