SAULO SAUL RAMOS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RAMOS, Saulo (SC)
Nome Completo: SAULO SAUL RAMOS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
RAMOS, SAULO (SC)

RAMOS, Saulo

*dep. fed. SC 1951-1955; sen. SC 1955 -1963.

 

Saulo Saul Ramos nasceu na fazenda Santa Rosa, em Coxilha Rica, município de Lajes (SC), no dia 22 de setembro de 1907, filho de Alberto Vidal Ramos e de Ambrosina Vieira Ramos. Descendia de tradicional família de Lajes. Dentre seus parentes, tiveram participação destacada na vida política catarinense e nacional seus primos Nereu Ramos, deputado federal em 1930 e de 1951 a 1955, constituinte em 1934, governador de Santa Catarina de 1935 a 1937, interventor federal nesse mesmo estado de 1937 a 1945, constituinte em 1946, senador por Santa Catarina de 1946 a 1951, em 1955 e de 1957 a 1958, vice-presidente da República de 1946 a 1951, presidente da República de 1955 a 1956 e ministro da Justiça de 1956 a 1957; Joaquim Ramos, deputado federal por Santa Catarina de 1947 a 1971, e Celso Ramos, governador de Santa Catarina de 1961 a 1966 e senador pelo mesmo estado de 1967 a 1971.

Cursou o Ginásio Catarinense, em Florianópolis, ingressando posteriormente na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Ainda estudante, participou da Revolução de 1930 sob o comando do general Valdomiro Lima, chefe das forças rebeldes que aprisionaram o general Gil de Almeida, comandante da 3ª Região Militar (3ª RM), sediada em Porto Alegre. Em 1932 defendeu o Governo Provisório contra a Revolução Constitucionalista de São Paulo, movimento debelado em outubro desse ano.

Diplomando-se em 1933, radicou-se em seguida no Rio de Janeiro, onde fez cursos de aperfeiçoamento e começou a clinicar. Cirurgião com especialização em ginecologia, obstetrícia e endocrinologia, exerceu a medicina até 1939, quando passou a se dedicar exclusivamente às atividades políticas, ligando-se ao presidente Getúlio Vargas (1930-1945).

Em 1940, sabedor da existência de carvão nos municípios catarinenses de Palhoça, Bom Retiro, São José e Rio do Sul, colheu material na região e mandou analisá-lo. Provando a excelência do carvão do planalto catarinense, conseguiu que uma poderosa organização exportasse o mineral extraído no município de Bom Retiro.

Em 1945 foi um dos fundadores do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), organizado em Santa Catarina em março daquele ano, e presidente do diretório regional do partido. Nas eleições de dezembro de 1945, contudo, apoiou a candidatura do brigadeiro Eduardo Gomes, lançada pela União Democrática Nacional (UDN), à presidência da República, contra a do general Eurico Gaspar Dutra, do Partido Social Democrático (PSD), vencedor no pleito de dezembro daquele ano com o apoio do PTB. Em janeiro de 1947 elegeu-se deputado à Assembléia Constituinte catarinense, assumindo o mandato em março do mesmo ano. Participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta estadual, passou a exercer o mandato ordinário. Durante essa legislatura foi segundo-secretário da mesa da Assembléia Legislativa.

No pleito de outubro de 1950 elegeu-se deputado federal por seu estado na legenda do PTB. Deixando a Assembléia catarinense em janeiro de 1951, assumiu em fevereiro seguinte seu mandato na Câmara dos Deputados, onde atuou como líder de sua bancada. No pleito de outubro de 1954 elegeu-se senador por Santa Catarina, na legenda da Aliança Social Trabalhista, coligação formada pelo PTB e o PSD. Deixando a Câmara Federal ao final de seu mandato, em janeiro de 1955, assumiu uma cadeira no Senado em fevereiro seguinte, tornando-se líder do PTB nessa casa em 1959 e 1962. Exerceu o mandato de senador até janeiro de 1963, não voltando a concorrer a cargos eletivos, retirando-se da vida pública. Ao longo de sua carreira política sempre defendeu as reformas sociais e a proteção ao trabalhador, dentro da linha sócio-econômica preconizada por Vargas.

No exercício da medicina foi assistente efetivo do professor Brandão Filho no Serviço de Cirurgia da Universidade do Brasil, cirurgião obstetra do Departamento de Saúde Pública, cirurgião e ginecologista do Clube dos Funcionários Públicos e cirurgião do Instituto dos Marítimos. Foi ainda um dos idealizadores e fundadores da bactereoquímica e membro da Sociedade de Medicina de Florianópolis.

Faleceu em Vassouras (RJ), em 11 de agosto de 1984.

Publicou Das funções glandulares da mulher, Plano do carvão nacional e Petróleo no Brasil: sua história, descoberta e exploração.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. SC. Dicionário político; AUDRÁ, A. Bancada; CABRAL, O. Breve; CABRAL, O. Era; CABRAL, O. História; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos deputados; CISNEIROS, A. Parlamentares; RICHARD NETO, G. Homens; SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes; SILVA, Z. Perfis.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados