SCARPA, FRANCISCO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SCARPA, Francisco
Nome Completo: SCARPA, FRANCISCO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SCARPA, Francisco [COMPLETAR]

SCARPA, Francisco 

* dep. fed. SP 1963-1967.

 

Francisco Scarpa nasceu em Sorocaba (SP) no dia 6 de março de 1910, filho de Nicolau Scarpa e de Joaquina de Cunto Scarpa.

Fez seus estudos secundários no Colégio São Luís e no Ginásio São Bento, na capital do estado. De 1928 a 1929, realizou um curso técnico na Escola Superior de Tecelagem em Berlim e em 1938 diplomou-se técnico em cervejaria pela Escola Doemens de Munique.

Industrial, a partir de 1938 foi diretor da Sociedade Brasileira de Máquinas.  Em 1943, assumiu a presidência da Companhia Cimen­to Brasileiro, do Rio Grande do Sul. Por essa época, era sócio da Companhia Imobiliária Morumbi, da Companhia Agrícola Conten­dasi, da Fiatex, da Exportal, da Companhia Interestadual de Seguros e da Companhia de Seguros Auxiliadora. Proprietário de prédios e de terrenos em São Paulo, iniciou, às suas expensas, a construção do aeroporto de Rio Claro (SP). Eleito prefeito deste município pelo Partido Social Democrátco (PSD), exerceu o mandato de 1962 a 1964. Durante sua gestão, obteve junto ao Plano de Ação do governo Carvalho Pinto (1959-1963) uma verba de cerca de 2,5 bilhões de cruzeiros para obras diversas em Rio Claro, tendo sido homenageado com o título de prefeito do ano. Nesse período, foi diretor-presidente do Banco República, da Empresa de Eletricidade Avaré, do Banco Continental São Paulo e da Rádio Cosmos.

Em outubro de 1962, foi eleito deputado federal por São Paulo, pela coligação do Partido Democrata Cristão (PDC) com o Partido Rural Trabalhista (PRT) e a União Democrática Nacional (UDN). Durante sua campanha, recebeu o apoio da Aliança Elei­toral pela Família (Alef), associação civil de âmbito nacional criada naquele ano com o objetivo de mobilizar o eleitorado católico em torno dos candidatos comprometidos com os princípios sociais da Igreja, entre os quais a defesa da propriedade privada e da família, o combate ao divórcio e o repúdio aos extre­mismos de esquerda e de direita. 

Assumiu seu mandato na Câmara dos Deputados em feve­reiro de 1963 e, após o movimento político civil-­militar de 31 de março de 1964, com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional n°. 2 em outubro de 1965 e a posterior instauração do bipartida­rismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacio­nal (Arena), partido que dava sustentação política ao regime militar.  Deixou a Câmara ao final da legislatura, em janeiro de 1967, não se candi­datando mais a nenhum cargo eletivo. Reassumiu, então, suas atividades empresariais. Diretor das Cervejarias Reunidas Skol Caracu, tornou-se em 1972 primeiro-vice-­presidente dessa empresa. Nessa ocasião, diri­gia a Cervejaria Skol Paranaense, a Sistemas - Engenha­ria e Consultoria de Sistemas, e a Companhia Eletrolux.

Em fevereiro de 2000, Francisco Scarpa ainda era diretor da Apracs – Repre­sentações, Participações, Empreendimentos, Indústria e Comér­cio Ltda.; da Indústria Açu­careira São Francisco; e diretor-presidente da Franscar-­ Participações e Comércio Ltda.

Ao longo de sua vida, foi ainda diretor da Cervejaria Rio Claro, da Companhia Cerveja­ria Caracu, da Companhia Cervejaria Santista, da Companhia Cervejaria Londrina e da Com­panhia Cervejaria Cairu, no Rio de Janeiro. Foi também diretor-presidente da Companhia Fiação de Tecidos Nossa Senhora do Carmo, da Sapé Agropecuária, da Companhia  Ameri­cana de Produtos de Aço e diretor-vice-presidente da Companhia Brasileira de Medidores. Dirigiu a Tranqüilidade – Companhia Imobiliária, a Madeirei­ra Icaraí, em Mato Grosso, a Cerâmica Rio Claro, a Disauto - Auto Diesel Rio Clarense, a Frampa - Comércio de Automóveis, a Ápia Distribuidora de Auto­móveis, a Curtume Rio Claro, a Brascred ­Brasileira de Crédito Financiamento e Investi­mento e a Santana Distribuidora de Automóveis.

Casou-se com Patsy McClelland Scarpa, com quem teve três filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Anais; CÂM. DEP. Deputados; COUTINHO, A. Brasil; Estado de São Paulo (23/9/62); HIRSCHOWICZ, E. Contemporâneos; INF. BIOG.; SOARES, E. Instituições; ­SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT.  Dados (6); Who’s who in Brazil.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados