SCHMITT JUNIOR, ARNALDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SCHMITT JÚNIOR, Arnaldo
Nome Completo: SCHMITT JUNIOR, ARNALDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SCHMITT JÚNIOR, ARNALDO

SCHMITT JÚNIOR, Arnaldo

*dep. fed. SC 1979-1983.

 

Arnaldo Schmitt Júnior nasceu em Itajaí (SC) no dia 27 de agosto de 1942, filho de Arnaldo Schmitt e de Ana Molleri Schmitt.

Engenheiro agrônomo formado em 1966 pela Escola de Agronomia Eliseu Maciel, de Pelotas (RS), presidiu o Banco de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (1967), transferindo-se depois para o Instituto Brasileiro de Reforma Agrária (1967-1971). Nesse período, fez o curso de planejamento regional pelo Centro Nacional de Colonização e Reforma Agrária, em Brasília (1968) e pós-graduação em desenvolvimento rural e reforma agrária no Instituto Interamericano de Ciências Agrícolas do Centro Integrado de Reforma Agrária da Organização dos Estados Americanos, em Bogotá, Colômbia (1969).

Coordenador em Santa Catarina do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (1972-1975), foi nomeado presidente da Eletrificação Rural do estado (1975-1978), tendo participado do Congresso Latino-Americano de Eletrificação Rural em Caracas, na Venezuela (1975).

Candidato à Câmara dos Deputados nas eleições de novembro de 1978, elegeu-se na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime militar instaurado no país em março de 1964. Assumiu o mandato em fevereiro de 1979 e, com a extinção dos partidos políticos em novembro desse ano e a consequente reorganização partidária, filiou-se ao Partido Popular (PP). Titular das comissões de Economia, Indústria e Comércio e de Agricultura e Política Rural, e suplente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) constituída em 1980 para apurar atos de corrupção praticados em órgãos da administração direta e indireta da União, em fevereiro de 1982 ingressou no Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que incorporara o PP.

Em novembro de 1982 elegeu-se prefeito de Itajaí (SC) na legenda do PMDB. Deixou a Câmara em janeiro de 1983 e cumpriu o mandato de 1983 a 1989. Nomeado pelo governador Pedro Ivo Campos (1987-1990) secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (1989), desincompatibilizou-se do cargo em janeiro de 1990 para candidatar-se, ainda na legenda do PMDB, a uma vaga de deputado estadual. Eleito, tomou posse em janeiro de 1991, exercendo a vice-presidência da Assembleia Legislativa no biênio 1991-1993. Em outubro de 1992 elegeu-se mais uma vez prefeito de Itajaí (1993-1997).

Nas eleições de outubro de 1998 lançou-se candidato a vice-governador de Santa Catarina na chapa do PMDB encabeçada por Paulo Afonso Vieira, que tentava a reeleição. Foram derrotados no primeiro turno por Esperidião Amin e Paulo Bauer, candidatos da coligação formada pelo Partido Progressista Brasileiro (PPB), Partido da Frente Liberal (PFL) e outras 12 agremiações menores.

Em 2000, tentou mais um mandato na prefeitura de Itajaí, mas não obteve sucesso. Em 2008, assumiu a superintendência do Porto de Itajaí, que havia sido municipalizado por ele mesmo durante a passagem pela prefeitura da cidade.

Casou-se com Iolanda Almeida Schmitt, com quem teve três filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1979-1983); PIAZZA, W. F. Dicionário político catarinense; ZONTA, L. Ex-prefeito.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados