SETIM, Luis Carlos

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SETIM, Luis Carlos
Nome Completo: SETIM, Luis Carlos

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SETIM, Luiz Carlos

SETIM, Luís Carlos
* dep. fed. PR 2007-2011, 2011-2013.

Luís Carlos Setim nasceu em São José dos Pinhais (PR) no dia 2 de maio de 1944, filho de Angelo Setim e de Elvira Vaccari Setim.

Começou a trabalhar aos 12 anos de idade numa agência bancária do banco Bamerindus, no estado do Paraná. Aos 22 anos iniciou sua trajetória como empresário no Frigorífico Argus, chegando à presidência executiva dessa empresa aos 38 anos. Ainda nos anos 1960 freqüentou os estudos universitários formando-se em direito pela Faculdade de Direito de Curitiba em 1967 e bacharelando-se em seguida em administração de empresas na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná em 1969. Ao longo das décadas de 1970 e 1980, ao mesmo tempo em que se dedicava à administração de suas empresas agropecuárias tornou-se líder classista presidindo o Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no estado do Paraná (Sindicarne) entre os anos de 1983 e 1996. Foi também vice-presidente da Federação das Indústrias do estado do Paraná (Fiep) entre 1989 e 2003 e vice-presidente da Associação das Indústrias do estado do Paraná entre 2003 e 2007.

A partir de sua atuação em entidades de classe no Paraná ingressou na carreira política filiando-se ao Partido da Frente Liberal em 1996 partido pelo qual se elegeu prefeito da cidade de São José dos Pinhais (PR) no pleito de outubro do mesmo ano com 26.925 votos. Assumiu a prefeitura em janeiro do ano seguinte e foi reeleito para um segundo mandato nas eleições de outubro de 2000 obtendo um total de 46.902 votos. Exerceu seu segundo mandato entre janeiro de 2001 a janeiro de 2004. Durante suas gestões a cidade de São José dos Pinhais tornou-se o segundo pólo automobilístico do país com a terceira maior arrecadação tributária do Paraná, sendo um dos principais municípios beneficiários da política de atração de investimentos externos promovida durante os dois mandatos de Jaime Lerner no governo do estado entre 1995 e 2003.

Após o término de sua gestão na prefeitura de São José dos Pinhais concorreu a uma vaga de deputado pelo PFL nas eleições de outubro de 2006 elegendo-se com 88.526 votos. Assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte em maio de 2007 tornou-se vice-presidente do Partido dos Democratas (DEM) no Paraná, depois da adoção desta denominação pelo antigo PFL em congresso realizado em março do mesmo ano. Durante esta legislatura integrou a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural em 2007 tornando-se primeiro vice-presidente da mesma a partir de 2008. Foi também membro da Comissão da Legislação Participativa em 2009.

Nas eleições de Outubro de 2010, foi candidato a um novo mandato de deputado federal, mas os 77.610 votos que recebeu lhe renderam apenas uma suplência. Ainda assim, em Fevereiro de 2011 assumiu, como suplente, o mandato de deputado federal em função da licença do titular Cezar Silvestri, do PPS, para assumir uma secretaria no governo do Paraná. Nessa legislatura, integrou, como titular, a Comissão Permanente de Educação e também a Comissão Especial que discutiu o PL 7420/06, referente a uma Lei de Responsabilidade Educacional que estabelecia responsabilidades para os gestores no que concerne às metas e projetos para a área.

Na votação da Proposta de Emenda à Constituição 438/01, realizada em Maio de 2012, foi um dos 29 deputados que se posicionaram contrariamente à proposta, que ficou conhecida pela alcunha de PEC do Trabalho Escravo, por tratar expropriação e destinação dos imóveis nos quais fosse identificada ocorrência de trabalho escravo. O projeto, posteriormente aprovado, teve a indefinição do conceito de trabalho escravo como ponto central da crítica dos agropecuaristas, entre os quais Setim.

Em Outubro de 2012, foi novamente candidato à prefeitura do município de São José dos Pinhais. Na ocasião, foi eleito ainda em primeiro turno, com um total de 54.950 votos, tendo renunciado ao mandato de deputado em Janeiro de 2013 para ser empossado pela terceira vez como prefeito de sua cidade de origem.

Em Abril de 2013, foi condenado por improbidade administrativa, após ação movida pelo Ministério Público identificar supostas irregularidades em contratos firmados em sua gestão anterior na prefeitura de São José dos Pinhais ter sido julgada procedente, o que acarretaria na suspensão dos direitos políticos do então prefeito. As irregularidades foram refutadas pelo prefeito, que recorreu da decisão. 

Atuante em diversas associações de classe no estado do Paraná e no Brasil, Luiz Carlos Setim foi presidente do Rotary Clube de São José dos Pinhais, membro do conselho do Serviço Social da Indústria do Paraná (SESI) entre 1996 e 2003, presidente do Comitê de Bacias do Alto Iguaçu e Alto Ribeira entre 2002 e 2004, e membro do Conselho Nacional de Pecuária de Corte a partir de 2006. 

Casado com Neide Maria Zétola Ferraz, com quem tem três filhos.

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www2.camara.gov.br>. Acesso em 12/10/2009 e 08/09/2014; Portal Congresso em Foco. Disponível em: <http://www.congressoemfoco.uol.com.br>. Acesso em 08/09/2014; Portal G1 de Notícias. Disponível em: <http://g1.globo.com>. Acesso em 08/09/2014; Portal Paraná Online. Disponível em: <http://www.parana-online.com.br>. Acesso em 12/10/2009; Portal Setim. Disponível em: <http://www.setim.com.br>. Acesso em 14/10/2009; Portal do Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: <http://www.tse.gov.br>. Acesso em 12/10/2009 e 08/09/2014; Portal Vigilantes da Democracia. Disponível em: <http://www.vigilantesdademocracia.com.br>. Acesso em 14/10/2009.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados