SLHESSARENKO, Serys

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SLHESSARENKO, Serys
Nome Completo: SLHESSARENKO, Serys

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

SLHESSARENKO, Serys

* sen. MT 2003-2011.

 

                Serys Marly Slhessarenko nasceu em 02 de março de 1945 em Cruz Alta (RS).

                Mudou-se para Cuiabá em 1966, após casar-se.

                No ano de 1988, assumiu a Secretaria Estadual de Educação durante a gestão de Carlos Gomes Bezerra (1987-1990). Assumiria posteriormente a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá na administração de Dante de Oliveira (1993-1994) do (PMDB.

                Em 1990 foi eleita deputada estadual pelo Mato Grosso na legenda do PMDB, se reelegendo para a Assembléia Legislativa local nas eleições de 1994 e 1998. Em sua terceira legislatura como deputada estadual, presidiu duas Comissões Parlamentares de Inquérito: da Sonegação Fiscal e do Narcotráfico.

Em 2002 elegeu-se senadora pelo Partido dos Trabalhadores. Na legislatura iniciada em fevereiro de 2003, tornou-se titular da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura, da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania e da Comissão de Assuntos Econômicos. Presidiu a Frente Parlamentar Mista para o Desenvolvimento Sustentável e Apoio às Agendas 21. Foi também relatora da Lei de Diretrizes Orçamentárias em 2009.

                Em maio de 2006 teve seu nome envolvido na investigação da Polícia Federal batizada de “Operação Sanguessuga”, em que se procurou confirmar a participação de parlamentares e membros dos Poderes Executivos federal e estaduais em esquema que teria sido montado pela empresa Planam para a encomenda de ambulâncias superfaturadas para várias administrações públicas. A investigação apresentou uma lista de nomes que haviam recebido propina da Planam. A senadora apresentou queixa contra Luiz Antônio Vedoin e Darci Vedoin, proprietários da Planam, por terem citado seu nome e a envolvido no esquema. Em novembro de 2006 o processo contra a senadora no Conselho de Ética foi arquivado.

FNa segunda legislatura de seu mandato de senadora ,assumiu o cargo de 2ª vice-presidente da mesa diretora do Senado Federal. 

Integrante da Comissão de Constituição e Justiça(CCJ), foi relatora do Projeto de Lei da Câmara nº180(PLC 180/08), que estabelecia o sistema de cotas raciais e sociais para o ingresso em instituições de ensino federais e estaduais, mediante reserva de vagas. Nesta, travou intensos debates com o senador Demóstenes Torres, presidente da CCJ, pela manutenção do critério racial deste projeto de lei. 

Em 2008, foi também relatora da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2009. 

Dois anos depois, com a indicação de Ideli Salvatti para o Ministério da Pesca, assumiu novamente a função de relatora da Lei de Diretrizes Orçamentárias, desta vez para 2011. Teve a indicação contestada devido à denúncia publicada em reportagem do jornal O Estado de São Paulo, de que sua assessora seria presidente de um instituto beneficiado por convênios com o governo federal. Em defesa, negou ter conhecimento da informação e exonerou a assessora do cargo.

Não concorreu à reeleição em 2010 devido a opções internas de seu partido, tendo disputado uma cadeira na Câmara dos Deputados. Naquela ocasião, recebeu 78.543 votos, que lhe renderam somente uma suplência.

Deixou o cargo de senadora em Janeiro de 2011. 

Por não ter apoiado o candidato petista ao Senado nas eleições de 2010, a comissão de ética da executiva regional do partido decidiu pela recomendação de sua expulsão. Optou por deixar o partido no ano seguinte.

Em 2013, filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Casou-se, divorciou-se, e teve quatro filhos. Formou-se em Direito e Pedagogia pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), e concluiu mestrado em educação na Pontifícia Universitária Católica, do Rio de Janeiro (PUC). Fez também curso de Métodos e Técnicas de Pesquisas em Ciências Sociais, na Fundação Getulio Vargas. Aposentou-se das atividades de professora da UFMT.


 

FONTES: Portal do jornal O Estado de São Paulo. Disponível em: <http://www.estadao.com.br>. Acesso em 21/10/2013; Portal pessoal da senadora Serys. Disponível em: <http://www.serys.com.br>. Acesso em 22/10/2009 e 18/10/2013; Portal do Senado Federal. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/>. Acesso em 21/10/2013; Portal do Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: <http://www.tse.jus.br>. Acesso em 21/10/2013.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados