SOUSA, EGIDIO DA CAMARA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SOUSA, Egídio da Câmara
Nome Completo: SOUSA, EGIDIO DA CAMARA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SOUSA, EGÍDIO DA CÂMARA

SOUSA, Egídio da Câmara

*diplomata; superint. Sumoc 1952.

Egídio de Câmara Sousa nasceu em Uruguaiana (RS) no dia 22 de novembro de 1904.

Ingressou na carreira diplomática em outubro de 1934 como adido à embaixada brasileira em Tóquio, sendo imediatamente contratado como auxiliar em Kobe, também no Japão. Permaneceu na embaixada em Tóquio até junho de 1935 e, em janeiro de 1937, deixou o seu cargo em Kobe para assumir a função de auxiliar em Iocoama, ainda no Japão. No mês seguinte passou a exercer as funções de encarregado do consulado de Iocoama e em março de 1937 tornou-se cônsul de terceira classe, deixando Iocoama em junho.

Passando a cônsul de segunda classe em dezembro do ano seguinte, já após a implantação do Estado Novo, desempenhou a partir de março de 1939 a função de auxiliar do gabinete do ministro das Relações Exteriores Osvaldo Aranha. Deixou esse cargo em janeiro de 1940, quando foi removido para Chicago, EUA. De volta ao Brasil, em outubro de 1942, passou a servir no Rio de Janeiro e, em janeiro do ano seguinte, tornou-se chefe do Escritório de Propaganda e Expansão Comercial de Nova Iorque. Conselheiro comercial nessa cidade a partir de dezembro de 1943, em outubro de 1945 foi delegado brasileiro à Conferência sobre Alimentação e Agricultura das Nações Unidas, realizada em Quebec, no Canadá. Em fevereiro de 1946 retornou ao Rio de Janeiro e em abril foi removido para Londres. Delegado do Brasil à Conferência Internacional do Trigo realizada nessa capital em março de 1947, em julho acompanhou como observador os trabalhos da Conferência Internacional Alimentar da Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) da Organização das Nações Unidas.

Trabalhou em Londres até agosto de 1950 e a seguir retornou ao Rio de Janeiro. Em fevereiro de 1951, já durante o segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954), tornou-se diretor da Carteira de Redesconto do Banco do Brasil. De maio a setembro do ano seguinte foi também superintendente da Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc) e em novembro de 1953 foi removido como ministro para Washington. De volta ao Rio de Janeiro em fevereiro de 1954, atuou em setembro de 1957 como delegado do Brasil junto ao Conselho Interamericano Econômico e Social, em Washington e em novembro do ano seguinte seguiu como delegado suplente à reunião do Comitê dos 21 da Organização dos Estados Americanos (OEA). Em agosto de 1960 seu nome foi indicado para servir na embaixada em Santiago do Chile, mas essa designação foi cancelada ainda em novembro.

FONTE: MIN. REL. EXT. Anuário.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados