TANNUS, SAMIR

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TANNUS, Samir
Nome Completo: TANNUS, SAMIR

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TANNUS, SAMIR

TANNUS, Samir

*dep. fed. MG 1991-1995.

Samir Tannus nasceu em Prata (MG) no dia 30 de dezembro de 1930, filho de Simão Felício Tannus e de Ruda Adib Tannus.

Fez o curso secundário no Ginásio São Luís, da cidade natal, e na Escola Estadual de Araguari (MG). Cursou até o segundo ano da Faculdade de Direito de Uberlândia (MG) e no pleito de outubro de 1958 elegeu-se vice-prefeito de Ituiutaba (MG), na legenda do Partido Social Democrático (PSD), assumindo o mandato no início do ano seguinte e encerrando-o no início de 1963. Integrou o diretório do PSD de Ituiutaba até a extinção dos partidos políticos em virtude do Ato Institucional nº 2 (AI-2), de 27 de outubro de 1965.

No pleito de novembro de 1966 elegeu-se prefeito da cidade pela legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Em 1969, sem deixar a prefeitura, assumiu a presidência da Empresa Luz e Força Ituiutabana.

Desincompatibilizando-se do cargo, conquistou uma cadeira de deputado estadual em novembro de 1970. Na Assembléia Legislativa de Minas Gerais presidiu a Comissão de Agropecuária e fez parte da Comissão de Assuntos Municipais. De 1970 a 1975 presidiu o diretório arenista em Ituiutaba.

Com o fim do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), sucessor da Arena, ascendendo ao diretório regional do partido. Em novembro de 1982 foi reeleito, participando dos trabalhos legislativos como terceiro-secretário da mesa e vice-líder do partido na Assembléia Legislativa. Mais uma vez reeleito, em novembro de 1986, exerceu a liderança do partido na Assembléia. Deixou o PDS em 1988, e filiou-se ao Partido Democrata Cristão (PDC), licenciando-se do mandato para assumir a secretaria Estadual de Trabalho e Ação Social no governo de Newton Cardoso (1987-1991). Retornando ao mandato de deputado estadual em 1990, ocupou a vice-liderança do PDC. Nesse período, integrou o diretório nacional do partido e foi delegado à convenção nacional.

No pleito de outubro de 1990 candidatou-se a uma cadeira de deputado federal por Minas Gerais, pela legenda do PDC. Eleito, assumiu o mandato no início do ano seguinte. Na Câmara, desempenhou as funções de vice-líder do partido e participou como titular da Comissão de Educação, Cultura e Desporto; como suplente, da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática.

Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro de 1992, votou a favor do impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, acusado de crime de responsabilidade por ligações com um esquema de corrupção liderado pelo ex-tesoureiro de sua campanha presidencial, Paulo César Farias. Afastado da presidência logo após a votação na Câmara, Collor renunciou ao mandato em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da conclusão do processo pelo Senado Federal, sendo efetivado na presidência da República o vice Itamar Franco, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde o dia 2 de outubro.

Em abril de 1993, ingressou no Partido Progressista Reformador (PPR), resultado da fusão do PDC com o PDS. Votou contra o voto obrigatório e a favor do Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF), fonte suplementar de recursos destinados à saúde, e do Fundo Social de Emergência, que permitia ao governo gastar até 20% dos recursos vinculados às áreas de saúde e de educação.

Em outubro de 1994, tentando reeleger-se, obteve uma suplência. Deixou a Câmara dos Deputados ao término da legislatura, em janeiro do ano seguinte. Após 1995, voltou para Ituiutaba e continuou dedicando-se ao empresariado rural.

Samir Tannus fez curso de administração pública na Fundação Germânica para os Países Subdesenvolvidos, em Berlim, e esteve presente em congressos patrocinados pela Associação Brasileira de Municípios nas cidades de Uberaba, Belo Horizonte, Maceió e São José do Rio Preto. Produtor rural, membro dos sindicatos rurais de Iturana e Ipiaçu (MG), presidiu o aeroclube e a associação dos motoristas do Ituiutaba Esporte Clube.

Casado com Maria Luisa Faissol Tannus, não teve filhos.

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995 e 1995-1999); Olho no voto/Folha de S. Paulo (18/9/94); Perfil parlamentar/IstoÉ; Portal da ASSEMB. LEGISL. MG. 20 anos da Constituição Mineira.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados