TISCOSKI, Leodegar

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TISCOSKI, Leodegar
Nome Completo: TISCOSKI, Leodegar

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TISCOSKI, Leodegar

TISCOSKI, Leodegar

*dep. fed. SC 1999-2007.

 

Leodegar da Cunha Tiscoski nasceu em Sombrio (SC) no dia 2 de outubro de 1948, filho de José Tiscoski e de Celina da Cunha Tiscoski.

                Em 1970, ingressou no curso de engenharia civil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Durante a graduação presidiu o Diretório Central dos Estudantes (1973-1974), lecionou física na Academia de Comércio de Santa Catarina (1972-1975) e topografia na Escola Técnica Federal de Santa Catarina (1974-1975), em Florianópolis. Bacharelou-se em 1974.

Em 1975 ingressou no Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e no ano seguinte assumiu a chefia regional do órgão. Entre 1981 e 1986 comandou o DER de Tubarão (SC). Nesse último ano teve início sua militância partidária com a filiação ao Partido Democrático Social (PDS) e a nomeação para liderar o diretório estadual em Santa Catarina. No pleito de novembro de 1986 foi eleito deputado estadual constituinte na legenda do PDS. Sucessivamente reeleito em 1990 e 1994, foi também secretário da Casa Civil da prefeitura de Florianópolis em 1992. Em 1993 ingressou no Partido Progressista Reformador (PPR), resultado da fusão do PDS com o Partido Democrata Cristão (PDC), e em 1995 filiou-se ao Partido Progressista Brasileiro (PPB), resultado da fusão do PPR com o Partido Popular (PP. Passou então a presidir o diretório do partido no estado de Santa Catarina.

                Nas eleições de outubro de 1998 foi eleito deputado federal por Santa Catarina na legenda do PPB. Empossado em fevereiro seguinte, licenciou-se do mandato ao ser nomeado secretário dos Transportes e Obras de Santa Catarina no governo de Espiridião Amin (1999-2002). Voltou à Câmara por poucos dias no mês de fevereiro de 2000 e em definitivo em abril de 2002 a fim de concorrer à reeleição. No pleito de outubro desse ano foi novamente eleito deputado federal por Santa Catarina na legenda do PPB. Empossado em fevereiro do ano seguinte, passou a integrar as fileiras do Partido Progressista (PP), resultante da alteração do nome da antiga agremiação. Nas votações das reformas constitucionais propostas em 2003 pelo governo de Luís Inácio Lula da Silva (2003-), votou contra a reforma da Previdência e a favor da reforma tributária. Foi segundo-vice-presidente da Comissão de Viação e Transportes e participou das comissões de Fiscalização Financeira e Controle, de Legislação Participativa, e de Minas e Energia.

No pleito de outubro de 2006, disputou pela terceira vez o mandato de deputado federal por Santa Catarina na legenda do PP e obteve uma suplência. Deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 2007, ao final da legislatura. Em agosto do mesmo ano, foi nomeado secretário nacional de Saneamento Ambiental, órgão ligado ao Ministério das Cidades.

 

FONTES: CÂM.  DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1999-2003, 2003-2007); Portal do TRE-SC (8/5/07). Disponível em : <http://www.tre-sc.gov.br>; Portal Ministério das Cidades. Disponível em : <http://www.cidades.gov.br/secretarias-nacionais/saneamento-ambiental>.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados