UDO ARTHUR DEEKE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DEEKE, Udo
Nome Completo: UDO ARTHUR DEEKE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
DEEKE, UDO

DEEKE, Udo

*interv. SC 1946-1947.

 

Udo Arthur Deeke nasceu em Blumenau (SC) no dia 29 de dezembro de 1905, filho de Caetano Arthur Deeke e de Rosália Deeke.

Fez os primeiros estudos em sua cidade natal e os secundários no Ginásio Catarinense, em Florianópolis, ingressando depois na Escola Politécnica do Rio de Janeiro (então Distrito Federal), pela qual se formou em 1928.

Ainda no Rio, trabalhou como engenheiro na International Machinery Company de 1929 a 1930. De volta a seu estado natal, chefiou o serviço técnico da Diretoria de Terras e Colonização de 1931 a 1932 e a seção técnica da Inspetoria de Estradas de Rodagem e Minas do Estado de Santa Catarina de 1932 a 1933. Ainda em 1932, tornou-se professor do Instituto Politécnico de Florianópolis, onde lecionou hidráulica e geometria descritiva. Entre 1933 e 1945, foi diretor de Obras Públicas do estado e dos serviços de Água e Esgotos e de Luz e Força de Florianópolis.

Nomeado secretário de Viação e Obras Públicas do estado em 1945, ocupou ainda a Secretaria de Agricultura antes de ser nomeado, no início do governo de Eurico Dutra, em fevereiro de 1946, interventor federal em Santa Catarina em substituição a Luís Gallotti, cargo em que permaneceu até março de 1947, quando foi substituído pelo governador eleito Aderbal Ramos da Silva. Ainda em 1947, foi nomeado diretor da Empresa Luz e Força de Florianópolis.

Nas eleições de outubro de 1950, concorreu ao governo do Estado de Santa Catarina pelo Partido Social Democrático (PSD), mas foi derrotado nas urnas por seu adversário da União Democrática Nacional (UDN), Irineu Bornhausen.

Udo Deek administrou a execução de várias obras do governo federal em seu estado, tendo presidido a Comissão de Energia Elétrica de Santa Catarina, instalada em agosto de 1951. Quando, em dezembro de 1955, o governo estadual constituiu as Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. — holding que incorporou a Luz e Força de Florianópolis — Deeke tornou-se administrador da nova empresa na área de Blumenau, onde permaneceu até 1964 quando se aposentou.

Faleceu em Blumenau, no dia 24 de setembro de 1985.

Era casado com Olga Weickert Deeke e teve dois filhos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. SC. Dicionário político; CENT. MEM. ELÉT. BRAS. Panorama; Grande encic. Delta; INF. NIELS DEEKE; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; Who’s who in Brazilian.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados