VALDIR RIBEIRO DIAS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DIAS, Valdir
Nome Completo: VALDIR RIBEIRO DIAS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
DIAS, VALDIR

DIAS, Valdir

*dep. fed. PI 1995 e 1998.

 

Valdir Ribeiro Dias nasceu em São João do Piauí (PI) no dia 22 de dezembro de 1932, filho de Manuel Firmo Ribeiro e de Arlinda Dias Ribeiro.

Diplomou-se pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública de Salvador em 1960. Durante o período da graduação cursou cirurgia geral (1955-1959), obstetrícia (1957), clínica médica (1958) e psiquiatria (1959), todos no Hospital Santa Isabel. Médico do Instituto de Assistência Hospitalar do Piauí, em 1961 assumiu a direção do Hospital Regional Maria do Carmo Rodrigues, atual Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, função que exerceria até 1967.

Em outubro de 1962, elegeu-se prefeito de Anísio de Abreu (PI) na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Após a vitória do movimento político-militar de 31 de março de 1964, que depôs o presidente João Goulart (1961-1964), a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição.

Encerrado o mandato na prefeitura em janeiro de 1967, no ano seguinte tornou-se médico-perito do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), em São Raimundo Nonato (PI).

Nas eleições de novembro de 1970, ainda pelo MDB, elegeu-se prefeito de São Raimundo Nonato. Pouco depois da posse, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação política ao governo militar, do qual se desligaria no ano seguinte.

Responsável pelo serviço de radiologia da Casa de Saúde São José, em Raimundo Nonato (1971), assim que deixou a prefeitura, assumiu a sua direção clínica (1976) e o serviço ambulatorial do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS) (1977).

Em outubro de 1994, disputou uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo estado do Piauí, na legenda do Partido Progressista Reformador (PPR), e obteve uma suplência.  Assumiu o mandato em 23 de agosto de 1995 na vaga do deputado Ari Magalhães. Posteriormente, Valdir Dias filiou-se ao Partido Progressista Brasileiro (PPB), uma fusão entre o Partido Progressista (PP) e o PPR. Nessa legislatura, integrou a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público e participou da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre fabricação de medicamentos. Deixou a Câmara em 23 de dezembro.

Retornou à Câmara e integrou a Comissão de Finanças e Tributação de 29 de abril a 19 de setembro de 1998. Em outubro disputou mais uma vez uma cadeira de deputado federal e obteve a terceira suplência.

Valdir Dias fez pós-graduação em administração hospitalar na Faculdade de Administração Hospitalar de São Camilo (SP) (1991), e em medicina, no Centro Dinâmico de Programação Neurolinguística do Recife (1993). Titular da Academia Brasileira de Administração Hospitalar, do Conselho Estadual de Saúde e do Conselho Regional de Medicina do Piauí, foi o primeiro cirurgião da região sul do estado.

Casado com Ada Dias de Castro Ribeiro, com quem teve quatro filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1995-1999); Folha de S. Paulo (29/9/98); INF. Ada Ribeiro; TRIB. REG. ELEIT. PI. Relação (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados