VIEGAS, José

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VIEGAS, José
Nome Completo: VIEGAS, José

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
COLIN, OSVALDO

VIEGAS, José

*diplomata; min. Defesa 2003-2004; emb. Bras. Itália 2008 -

 

José Viegas Filho nasceu em Campo Grande, então nos estado do Mato Grosso, hoje Mato Grosso do Sul, no dia 14 de outubro de 1942.

Fez o curso de preparação à carreira de diplomata do Instituto Rio Branco em 1964-1965. Nomeado terceiro-secretário, foi assistente do chefe do Departamento de Assuntos Jurídicos do Ministério das Relações Exteriores de 1966 a 1967 e assistente do secretário-geral-adjunto para Assuntos Econômicos, em 1969. Nesse ano foi removido para Nova Iorque como cônsul-adjunto, e em 1973 foi para Santiago do Chile, onde permaneceu até 1978. De volta ao Brasil, de 1978 a 1979 foi assessor do chefe do Departamento Econômico, e de 1979 a 1984 foi assessor do ministro de Estado e membro da equipe de planejamento político do Itamaraty; no mesmo período, de 1981 a 1984, foi secretário substituto da Secretaria de Assuntos Políticos e Econômicos da Área Internacional Bilateral (SEB). Ainda em 1982 fez o curso de altos estudos do Instituto Rio Branco e desse ano a 1983 foi professor de política externa brasileira contemporânea.

Designado encarregado de negócios em Roma de 1984 a 1985, exerceu as mesmas funções em Paris, de 1985 a 1986, e em Havana, de 1987 a 1990. Na década de 1990, foi chefe da equipe de planejamento político do Itamaraty, de 1991 a 1994; chefe do Departamento de Organismos Internacionais, de 1991 a 1993; subsecretário geral para planejamento político e econômico, de 1993 a 1994, e ainda membro da banca examinadora do curso de altos estudos do Instituto Rio Branco, de 1992 a 1994.

Em 1992, durante a primeira gestão do ministro Celso Lafer no Itamaraty, foi promovido a ministro de primeira classe. Foi embaixador do Brasil na Dinamarca de 1995 a 1998, no Peru de 1998 a 2001, e na Rússia de 2001 a 2002.

Nomeado ministro da Defesa no primeiro governo Lula, em 2003, pediu demissão em 22 de dezembro de 2004 em razão de uma crise no ministério, gerada por uma nota divulgada pelo Exército sem a sua autorização. Em seu lugar assumiu o vice-presidente da República José Alencar.

Em 2005 assumiu a embaixada do Brasil na Espanha, e em 2008 foi designado embaixador do Brasil na Itália.

Casou-se pela primeira vez com Rosa Maria Amorim. Viúvo, voltou a casar-se com Ericka Stockholm.

Fabrício Augusto Souza Gomes

 

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u65504.shtml acesso em 15/11/09; http://oriundi.net/index.php acesso em 15/11/09; MINISTÉRIO DA DEFESA / EMBAIXADA DO BRASIL EM ROMA (ITÁLIA)



Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados