WEBER, ERNESTO TEIXEIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: WEBER, Ernesto Teixeira
Nome Completo: WEBER, ERNESTO TEIXEIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Weber, Ernesto Teixeira

WEBER, Ernesto Teixeira

 

* pres. Petrobrás 1991-1992.

 

                Ernesto Teixeira Weber nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 29 de dezembro de 1937,  filho de Hans Weber e de Irene Teixeira Weber.

                Formado em engenharia mecânica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, cursou pós-graduação em pesquisa operacional na Cornell University, em Ithaca, nos Estados Unidos. Em janeiro de 1962 ingressou na Petrobrás, desempenhando diversas funções na área industrial, inclusive na Refinaria de Cubatão (SP). Diretor financeiro e administrativo da Ultrafértil S/A (1974-1976) e presidente da Petrobrás Química S/A (Petroquisa) e da Poliolefinas S/A. (1976-1979), vice-presidente da ITAP S/A. (1980-1984) e gerente geral do grupo norueguês Elkem, da área de metalurgia (1984-1987), exerceu a superintendência da carboderivados, fruto da associação entre a Elkem e a Lorentzen (1987-1990).

Nomeado em junho de 1981 pelo ministro da Infra-Estrutura João Santana, diretor de Transportes e presidente da Petrobrás Distribuidora, substituiu o almirante Maximiano da Fonseca. Dois meses depois, com o afastamento de Alfeu Valença, tornou-se presidente da empresa.

                Empossado em agosto como o quarto presidente da Petrobrás durante o governo Collor, declarou que a meta de produzir um milhão de barris de petróleo em 1994, equivalentes a 60% do consumo nacional, poderia ficar prejudicada caso não fosse aprovasse a proposta orçamentária de 4,2 bilhões de dólares, ou se cancelassem os investimentos de porte previstos na área de exploração.

                Com sete meses de gestão garantiu que questões como a  revisão do monopólio e a da livre concorrência  com empresas estrangeiras dentro do país eram temas já em discussão na companhia, apesar do corporativismo ser ainda bastante forte. Pessoalmente, declarou não ser da sua alçada questionar a situação vigente, mas seguir a lei. Em maio de 1992 transferiu o cargo para Benedito Fonseca Moreira, assumindo a superintendência da Poli Brasil, empresa produtora de polipropileno (junho/1992-junho de 1999).

                Casado com Vera Lúcia Weber, teve três filhos.

 

Fontes: O Globo (5/6/1991, 22/8/1991, 23/8/1991, 30/8/1991; Jornal do Brasil (23/8/1991); O Estado de São Paulo (8/3/1992); currículo e contato telefônico com o biografado.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados