Ademir de Barros (Paraná)

Entrevista

Ademir de Barros (Paraná)

Entrevista realizada no contexto do projeto “Futebol, Memória e Patrimônio: projeto de constituição de um acervo de entrevistas em História Oral”, desenvolvido entre dezembro de 2010 e dezembro de 2012, em convênio com o Museu do Futebol e com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O projeto tem como objetivos a constituição de um banco de depoimentos (registrados em áudio e vídeo), além da produção de um DVD a partir do material gravado com jogadores de futebol que participaram da seleção brasileira entre 1954 e 2010. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Theo Di Pierro Ortega
Rodrigo Abatepaulo Linhares Pinto
Data: 1/12/2011
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 2h54min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Ademir de Barros
Nascimento: 21/3/1942; Cambará; PR; Brasil;

Formação:
Atividade: Atuou como jogador de futebol pelos clubes: São Bento (1960-1965), São Paulo(1965-1973), Tiradentes-PI(1972-1973), Operário-MS (1974), Colorado (1975-1976), Londrina (1976), Francana (1977), São Bento (1978), Barra Bonita (1979-1980). Atuou pela Seleção Brasileira na Copa de 1966.

Equipe

Levantamento de dados: Fernando Henrique Neves Herculiani;Theo Di Pierro Ortega;Marcos Longo Conde;Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro;Bernardo Borges Buarque de Hollanda;Daniela Alfonsi;Clarissa Batalha da Silva Alves;Bruno Romano Rodrigues;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Fernando Henrique Neves Herculiani;Theo Di Pierro Ortega;Marcos Longo Conde;Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro;Bernardo Borges Buarque de Hollanda;Daniela Alfonsi;Clarissa Batalha da Silva Alves;Bruno Romano Rodrigues;

Transcrição: Fernanda de Souza Antunes;

Conferência da transcrição: Maíra Poleto Mielli;

Técnico Gravação: Bernardo de Paola Bortolotti Faria; Marco Dreer Buarque;

Sumário: Thais Ornellas;

Temas

Administração;
Copa do Mundo;
Ditadura;
Edson Arantes do Nascimento (Pelé);
Educação física;
Esportes;
Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã);
Família;
Formação profissional;
Imprensa;
Infância;
Regime militar;
Rio de Janeiro (cidade);
Santos Futebol Clube;
São Paulo;
Sociedade Esportiva Palmeiras ;

Sumário

Entrevista 01/12/2011

As origens familiares e a aproximação com o futebol; a relação do pai com o futebol; lembrança dos primeiros jogos como amador nos times, indústria Têxtil Barbero (Teba) e Esporte Clube São Bento; a contratação pelo São Bento com dezessete anos; a desinibição dentro do campo; a relação com os irmãos; a tentativa dos irmãos de também seguir a carreira; o surgimento do apelido; a relação com os veteranos no São Bento; a vitória do campeonato de 1962 pelo time do São Bento; crítica ao sistema tático que impossibilita a liberdade de criação dos jogadores; a estrutura que o São Paulo Futebol Clube dispõe para os seus jogadores; a transferência do São Bento para o São Paulo; a importância dos treinos; a vontade de jogar mesmo sem remuneração; as partidas de futebol com amigos atualmente; o primeiro jogo no Estádio Jornalista Mário Filho; a rápida ascensão para a Seleção Brasileira; lembranças da Copa de 1958; o início da carreira no São Paulo; a rivalidade entre o Santos e o São Paulo em 1967; a melhora do time do São Paulo em 1970; convocação e preparação para a Copa de 1966; o clima da Copa de 1966 entre jogadores de São Paulo e do Rio de Janeiro; o medo dos jogadores brasileiros contra a Seleção de Portugal na Copa de 1966; a influência da ditadura no futebol; os jogos mais difíceis da Copa de 1966; o comportamento dos jogadores da Seleção dentro de campo; a influência do Edson Arantes do Nascimento (Pelé) na Seleção brasileira; a pressão da imprensa após a eliminação da seleção brasileira da copa de 1966; o fim da esperança da convocação para Copa de 1970 após briga com jornalista Carlos Nascimento; o auge da carreira como jogador do São Paulo; o reencontro dos jogadores do São Paulo; o clima do time do São Paulo; a família durante os jogos pelo São Paulo em 1970; os times que os seus familiares torcem; o filho dando continuidade ao legado de futebol do pai; o encerramento da carreira no São Paulo; as propostas do Sport Club Corinthians Paulista; os acertos financeiros com outros times; a vontade de terminar o curso de Administração; a rápida passagem pela Sociedade Esportiva Tiradentes; a desmotivação de jogar pela Sociedade Esportiva Palmeiras; a rápida passagem pela Associação Atlética Francana, o primeiro jogo no Estádio do Café em 1976; o último jogo pelo São Paulo; a vontade de parar de jogar futebol; a indignação com os companheiros de time que entregaram o jogo por dinheiro; jogos após o encerramento da carreira; as dificuldades com a filha doente; a segunda graduação em Educação Física; a influência sobre o goleiro Alexandre Escobar Ferreira no São Paulo; o atual emprego na Prefeitura de Sorocaba; a atual relação com o futebol; opinião sobre a próxima Copa no Brasil.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados