Anete Brito Leal Ivo

Entrevista

Anete Brito Leal Ivo

Entrevista realizada no contexto do projeto “Memória das Ciências Sociais no Brasil”, desenvolvido com financiamento do Banco Santander, entre janeiro de 2016 e dezembro de 2020, com o objetivo de constituir um acervo audiovisual de entrevistas com cientistas sociais brasileiros e a posterior disponibilização dos depoimentos gravados na internet.Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Celso Castro
Data: 20/5/2016
Local(ais):
Salvador ; BA ; Brasil

Duração: 3h0min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Anete Brito Leal Ivo
Formação:
Atividade:

Equipe


Transcrição: Leticia Cristina Fonseca Destro;

Técnico Gravação: Isabella Jannotti;

Sumário: Lilian Moreira de Alcântara;

Temas

Alfabetização;
América Latina;
Assuntos familiares;
Bahia;
Campesinato;
Carreira acadêmica;
Catolicismo;
Censura;
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento;
Ciências Sociais;
Classes sociais;
Congressos e conferências;
Cooperação acadêmica;
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;
Ditadura;
Ensino fundamental;
Ensino superior;
Família;
Formação acadêmica;
Formação de professor;
Formação escolar;
Formação profissional;
França;
Funcionalismo público;
Golpe de 1964;
Indústria;
Industrialização;
Infância;
Instituições acadêmicas;
Magistério;
Militância política;
Movimento estudantil;
Mulher;
Partidos políticos;
Pesquisa científica e tecnológica;
Pobreza;
Política;
Políticas públicas;
Regime militar;
São Paulo;
Universidade de São Paulo;
Universidade Federal da Bahia;
Viagens e visitas;

Sumário

Entrevista: 20.05.2016

Origens familiares; passado artístico e profissional da família; formação autodidata dos antepassados; o período escolar e a escolha pelas Ciências Sociais; formação básica; peças teatrais na infância; memórias do colégio; professores que influenciaram; participação no jornal da escola; ações políticas do pai; o golpe de 64 e a graduação em Ciências Sociais; o golpe militar de 64; a reação universitária ao golpe; o diretório acadêmico; os primeiros anos em ciências sociais; O segundo ano universitário; primeiros professores que influenciaram na universidade; professores das ciências sociais que influenciaram ao longo da vida; pesquisa sobre catolicismo popular e seus resultados; pesquisas acadêmicas; novas pesquisas; monografia sobre assistencialismo na Bahia; pesquisa sobre a diferença da formação operária entre o campo e a cidade; os primeiros anos de formada e a militância política; Retorno à Bahia após um ano em São Paulo; participação no programa “Efeitos sociais da industrialização na Bahia”; levantamento de salários de mulheres por produção em uma fábrica de fios; trabalho de alfabetização de bairro; gravidez e nascimento da filha; a prisão do marido; a carreira docente; Acervo de pesquisa apreendido pela ditadura; experiência como professora durante a censura; alunos olheiros da ditadura; o Mestrado; abertura do mestrado de Ciências Sociais na Bahia, em parceria com a USP; trabalho sobre o papel da negra na sociedade de classe; núcleo de estudo sobre campesinato; indicação para assessoria de docência; estudo sobre departamentalização da UFBA; relação com os reitores; concurso na UFBA; tentativa de doutorado; concurso para professora assistente; período sem concursos; progressão para professora adjunta; pesquisa no CEBRAP; saída da reitoria e ida para CEBRAP; a importância do CEBRAP naquele momento; trabalho sobre Plano de Desenvolvimento Regional Integrado (PDRI); relação do trabalho do PDRI com dissertação de mestrado; estudos de pescadores tradicionais no meio urbano, para o mestrado; mestrado em Paris e a parceria com a UFBA; mudanças no CEBRAP; ida para Paris; orientação com Jacques Chonchol; regresso ao Brasil e revisão do cenário acadêmico na Bahia e na UFBA; contato com novas biografias no mestrado na França; a volta para o Brasil e a dissertação sobre a pesca na Bahia; a direção do CEBRAP; criação de nova revista de publicações; problemas de desenvolvimento da tese de doutorado; a frente nas instituições públicas; a impossibilidade de concluir o doutorado; experiência na ANPOCS; eventos em cooperação com a França; organização de seminários; crescimento dos relacionamentos Brasil e França; estudos sobre a dimensão política do trabalho; núcleo CAPES-COFECUB; convocatória para regressar ao Brasil; relacionamento com colegas do núcleo na França; aposentadoria; carreira pós aposentadoria; nova tentativa de conclusão do doutorado; as dificuldades geradas por não ter concluído doutorado; estudos de governança urbana e lançamento de livro; concurso para pesquisadora sênior CLACSO; tentativa de defesa direta de doutorado e publicação de livro; o livro e seus estudos da agenda “da pobreza” dos partidos políticos; pesquisa sobre pobreza na América Latina e formação de curso online sobre a pesquisa; funcionamento do curso online de América Latina; convite para defender doutorado em Pernambuco; processo de aprovação do doutorado; defesa da tese; novos projetos; participação no novo mestrado a universidade; convite para participar da construção de novo doutorado; professora adjunta da Católica.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados