Celina Vargas do Amaral Peixoto III

Entrevista

Celina Vargas do Amaral Peixoto III

Entrevista realizada no contexto do projeto “Cientistas sociais de países de Língua Portuguesa: histórias de vida”, com financiamento do Programa de Cooperação em matéria de Ciências Sociais para os países da comunidade de Língua Portuguesa (Programa Ciências Sociais CPLP) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Celso Castro
Data: 13/4/2012
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h31min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Celina Vargas do Amaral Peixoto
Nascimento: 25/2/1944; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação:
Atividade: Responsável pelo processo de modernização do Arquivo Nacional. Fundadora e primeira Diretora do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC-FGV). Diretora de Desenvolvimento Institucional da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro- FIRJAN, 1997. Diretora-Geral da Fundação Getúlio Vargas-FGV, 1990/1997. Diretora-Geral do Arquivo Nacional, 1980/1990. Atuou como Membro Fundador em Ciências Sociais- ANPOCS, foi membro do Conselho Técnico Científico do Instituto Brasileiro de Informação em Ciências e Tecnologia- IBICT, 1986/1992. Vice-Presidente da Comissão Nacional do “Guia Brasileiro de Fontes para a História da África, da Escravidão Negra e do Negro na Sociedade Atual”, criada em 1986. Membro da Comissão Especial para levantamento, preservação e organização do Acervo Privado Documental dos Presidentes da República, criada em 1988, entre outros. É membro da Comissão de Ética Pública desde 1999. Membro do Inter-American Dialogue, USA, desde 1990. Membro da Comissão sobre Governança Global, Genebra, 1992.

Equipe


Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Gabriela Mayall;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque; Bernardo de Paola Bortolotti Faria;

Sumário: Paula Moura;

Temas

Anos 1960;
Anos 1970;
Arquivo Nacional (BR);
Arquivos pessoais;
Atividade acadêmica;
Brasil;
Carreira acadêmica;
Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil;
Ciência política;
Ciências Sociais;
Documentação;
Elites políticas;
Etelvino Lins;
Família;
Fernando Henrique Cardoso;
Financiadora de Estudos e Projetos;
França;
Fundação Ford;
Fundação Getulio Vargas;
Getúlio Vargas;
Hélio Silva;
História oral;
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj);
Israel Beloch;
Oswaldo Aranha;
Partidos políticos;
Pesquisa científica e tecnológica;
Política;
Pontifícia Universidade Católica;
Pós - graduação;
Professores estrangeiros;
Revolução de 1930;
Richard Morse;
São Paulo;
Sociologia;
Universidade de São Paulo;

Sumário

Entrevista: 13.04.2012


O curso de Sociologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 1963; o doutorado na França e o projeto de institucionalizar o arquivo de Getúlio Vargas; o curso de Ciências Políticas na Universidade de Paris - Sorbonne com François Bourricaud; o curso no Science Po com Serge Hurtig; a preparação para organizar o arquivo Vargas no curso do Arquivo Nacional de Paris; a realidade brasileira de 1960 e as motivações para fazer Sociologia; o contato com diversos cientistas sociais que iam pesquisar o arquivo Vargas em sua casa; o período vivido na França; a primeira turma de mestrado do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de janeiro (IUPERJ); a influência de Castro Faria; o contato com outros estudantes brasileiros em Paris; a situação política do Brasil na década 1970; a tese de doutorado sobre os partidos políticos do período Vargas; a volta para o Brasil em 1972 a pedido dos pais;a continuação da tese de doutorado com orientação de Francisco Correia Weffort, na Universidade de São Paulo (USP); o nascimento do primeiro filho em 1973; a efervescência política no Brasil e a impossibilidade de dar continuidade à sua tese; a importância de Fernando Henrique Cardoso na formação da instituição que abrigaria o arquivo Vargas; a dissidência com Helio Silva na criação do acervo; o contato com Luís Simões Lopes para receber o arquivo Vargas na Fundação Getúlio Vargas; a carta para Luís Simões Lopes sobre a criação de um centro de reflexão do período Vargas; o início do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) dentro do Instituto de Direito Público e Ciência Política (INDIPO); o contato com Themistocles Cavalcanti; o recolhimento dos arquivos e documentos das famílias de Oswaldo Aranha e Etelvino Lins para a organização do acervo; os fatores que facilitavam o recolhimento dos arquivos; o financiamento dos projetos do CPDOC por outras instituições; a projeção internacional das pesquisas financiadas pela Fundação Ford; a formação da equipe do CPDOC; a criação dos grupos de pesquisa; o Dicionário Historiográfico Brasileiro de Israel Beloch; o contato com Manuel Diegues; a falta de credibilidade do CPDOC pelos pesquisadores acadêmicos, por ser um centro de pesquisa liderado por mulheres; a rápida expansão do CPDOC, devido a expressivos financiamentos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Fundação Ford; a importância do pesquisador na área da documentação; o apoio de Richard Morse para a criação do primeiro programa de História Oral do Brasil; as críticas sobre um programa de história voltado pra pesquisa da elite política brasileira; a rápida consolidação do CPDOC; as pessoas mais influentes na criação do CPDOC; os financiamentos da FINEP e da Fundação Ford; o seminário da Revolução de 1930; o crescimento do CPDOC e as complicações institucionais dentro da FGV; a multidisciplinaridade da Fundação Escola de Sociologia e Política do CPDOC; a ida para o Arquivo Nacional em 1980; os cursos de pós-graduação e graduação no CPDOC; a força do núcleo de pesquisa e documentação na renovação das propostas de ensino; os 40 anos do CPDOC em 2013 e o levantamento do número de funcionários hoje; os documentaristas, pesquisadores e estagiários que já passaram pelo CPDOC e onde se encontram hoje.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados