Edna Maria Ramos de Castro

Entrevista

Edna Maria Ramos de Castro

Entrevista realizada no contexto do projeto “História Audiovisual das Ciências Sociais no Brasil”, desenvolvido com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq), entre dezembro de 2012 e dezembro de 2015, com o objetivo de constituir um acervo audiovisual de entrevistas com cientistas sociais brasileiros. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Celso Castro
Data: 16/10/2015
Local(ais):
Belém ; PA ; Brasil

Duração: 2h30min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Edna Maria Ramos de Castro
Formação: Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará (1966-1969); especializada em Fipam pela Universidade Federal do Pará (1973); especialização em História da Filosofia pela Universidade Federal do Pará (1974); mestre em Sociologia pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales (1977-1978); doutora em Ciências Sociais pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales (1979-1983); pós-doutora pela Centre National de la Recherche Scientifique (1992-1994).
Atividade: Professora Associada IV pela Universidade Federal do Pará (1973-Atualmente); Professora Associada IV pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (1985-Atualmente); professora visitante da Universite Du Quebec (1996); diretora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (2004-2008); membro da Fundação de Apoio a Pesquisa do Amazonas (2003-Atualmente); coordenadora da Rede de Cidades da Pan-Amazônia (2007-Atualmente); colaboradora da Fundação Getúlio Vargas (2007-2009); conselheira do Ministério das Cidades (2007-2009); presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (2007-2009); Freie Universität Berlin (2011-Atualmente); diretora da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (2013-Atualmente); membro da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (2014); membro assessor da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (2015-Atualmente). *Entrevista realizada no ano de 2015

Equipe


Transcrição: Leticia Cristina Fonseca Destro;

Conferência da transcrição: Dirceu Salviano Marques Marroquim ;

Técnico Gravação: Ninna Carneiro; Bernardo de Paola Bortolotti Faria;

Sumário: Debora Vieira;

Temas

Amazônia;
América Latina;
Antropologia;
Associações profissionais;
Cidade e campo;
Ciências Sociais;
Ditadura;
Exílio;
França;
Gênero;
Igreja;
Juventude Estudantil Católica;
Magistério;
Metodologia de pesquisa;
Movimento estudantil;
Mulher;
Partido Comunista Brasileiro - PCB;
Pesquisa científica e tecnológica;
Política;
Reforma educacional;
Regime militar;
Sociologia;
Território;

Sumário

Entrevista: 16.10.2015

Sumário: Origens familiares; relação com a família paterna e materna; formação no colegial; o primeiro contato com as Ciências Humanas; lembranças da infância; a escolha pelas Ciências Sociais e as expectativas familiares; a trajetória política no grupo de JEC feminina da Juventude Estudantil Católica; a importância da participação na UAP- União dos Estudantes Paraenses; os reflexos do envolvimento no movimento estudantil; a atuação e os dois lados ideológicos da igreja durante o regime militar; o namoro com um militante de esquerda; o gosto pela leitura, em especial pela Sociologia política; a formação religiosa; o curso de Ciências Sociais durante o regime militar; os autores abordados no curso; os professores e os projetos de pesquisa; o termino do curso e o nascimento da primeira filha em 1968; a militância no movimento estudantil durante a graduação; a repressão da ditadura militar; participação na rede política da AP e do PCdoB; a experiência como professora de Sociologia no colégio Paes de Carvalho; a reforma universitária e a abertura de concursos públicos; a retomada da Associação dos Sociólogos do Pará; a escolha pelo mestrado na França; a preocupação com o visto negado; o cancelamento do contrato como professora; a readmissão na Universidade; a experiência na França; os professores e as pesquisas ligadas a Sociologia na École; a aproximação com a Sociologia latino-americana; experiência como editora da revista Herejías promovida pelo grupo de mulheres latino-americanas exiladas políticas ou clandestinas; a opção pelo tema do mestrado e doutorado; o interesse pela Sociologia do trabalho e pela questões de gênero; a criação da revista Sauve qui peut l’Amazonie (Salvem quem puder a Amazônia); a relação Brasil x América Latina; as atuações políticas em Bélem; as discussões de gênero e de divisão sexual do trabalho; estudo sobre territórios quilombolas no Pará; a experiência na Anpocs ; criação do projeto Mapeamento de comunidades negras plurais no Pará; os territórios quilombolas na Amazônia; a participação no NAEA; desenvolvimento no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA) em 1985; pós-doutorado na França em 1992; a vida universitária do filhos; experiência como diretora do NAEA; administração e discordâncias internas no NAEA; a relação do NAEA com a Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (Anpur); experiência na presidência da Anpur; a entrevista como um balanço da trajetória pessoal e profissional; a relação entre a Antropologia e a Sociologia do Trabalho; discussão sobre os impactos dos grandes projetos na Amazônia; a perspectiva metodológica de seus estudos; a obra mais marcante para sua carreira; desenvolvimento dos trabalhos relacionados a cidade; reflexão sobre os territórios de espaço rural e urbano da Amazônia.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados