Eros Roberto Grau I

Entrevista

Eros Roberto Grau I

Entrevista realizada no contexto do projeto “História Oral do Campo Jurídico em São Paulo”, desenvolvido entre setembro de 2011 e dezembro de 2012, com financiamento da presidência da Fundação Getulio Vargas. O projeto tem como objetivo a constituição de um banco de depoimentos (registrados em áudio e vídeo), que deverá ser disponibilizado na internet e, eventualmente, servirá como fonte para a publicação de um livro. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Rafael Mafei Rabelo Queiroz
Muriel Soares
Mariana Ferreira Cardoso da Silva
Data: 30/8/2012 a 25/9/2012
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 3h56min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Eros Roberto Grau
Nascimento: 19/8/1940; Santa Maria; RS; Brasil;

Formação: Graduação em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, (1959-1963); Especialização em Direito pela Universidade de São Paulo, USP (1965-1966); Doutorado em Direito pela Universidade de São Paulo, USP (1969-1973); Livre-docência pela Universidade de São Paulo (1977); Livre-docência pela Universidade de São Paulo (1990)
Atividade: Professor Titular da Faculdade de Direito da USP ( 1990 a 2009);Ministro do Supremo Tribunal Federal (de junho de 2004 a julho de 2010); professor Visitante da Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) da Université de Montpellier I (1996-1998) e da Université du Havre (2009); Doutor em Direito e Livre Docente pela USP; doutor Honoris Causa da Université Cergy-Pontoise (França), da Université du Havre (França), da Universidad Siglo 21 (Córdoba, Argentina), da Unisinos - Universidade do Vale do Rio dos Sinos e da Universidade Presbiteriana Mackenzie; Officier da Légion d honneur e Officier da Ordre National du Mérite, condecorações outorgadas pelo Presidente da República Francesa; por pertencer ao Partido Comunista Brasileiro, foi preso e torturado em 1972; aposentou-se em 2010.

Equipe

Levantamento de dados: Rafael Mafei ;Alynne Nayara Ferreira Nunes;Muriel Soares;Mariana Ferreira Cardoso da Silva;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Rafael Mafei ;Alynne Nayara Ferreira Nunes;Muriel Soares;Mariana Ferreira Cardoso da Silva;

Transcrição: Liris Ramos de Souza;

Conferência da transcrição: Muriel Soares;

Técnico Gravação: Eduardo Ferraz;

Sumário: Luanna Gentil ;

Temas

Advocacia;
Anistia política;
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;
Cuba;
Direito;
Direito comercial;
Direito público;
Direitos humanos;
Diretas já (1984);
Ensino;
Esquerda;
Família;
Formação acadêmica;
Formação escolar;
Literatura;
Marxismo;
Ministério Público Estadual;
Orestes Quércia;
Perseguição política;
Pesquisa científica e tecnológica;
Política;
Política nacional;
Pontifícia Universidade Católica;
Privatização;
Religião;
Supremo Tribunal Federal;
Universidade de São Paulo;

Sumário

1º entrevista: 30/08/2012

Origens; trajetória profissional dos pais; memórias da infância; trajetória escolar; a formação religiosa; a formação humanística; a atuação política; as influências da profissão do pai; a escolha por Direito; a Faculdade de Direito; a aproximação com a literatura; as influências intelectuais; a importância da linguagem; a importância dos professores e colegas da faculdade; o prêmio de Direito Comercial; a atuação política na Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana da Mackenzie; o interesse por Direito Público e Direito Econômico; a atuação nas empresas públicas; os impactos da aproximação com a esquerda brasileira; a ligação ao movimento da Crítica do Direito; a prisão pelo DOI-CODI; a livre-docência; o doutorado; os conflitos políticos da Faculdade de Direito; a relação com o professor Paulo de Barros Carvalho; a relação entre a Universidade de São Paulo (USP) com a Pontifícia Universidade Católica (PUC); a relação da faculdade com a política nacional; a atuação docente; a importância de seus livros; o reconhecimento como o maior autor de Direito Econômico do Brasil; a indicação para o Supremo Tribunal.

2º entrevista: 25/09/2012

Lembranças familiares; os avanços do ensino jurídico; a atuação como presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes); a atuação dentro da Universidade de São Paulo; as mudanças da pesquisa em Direito; o Direito como o domínio da técnica do Direito Positivo; os conflitos com a profissionalização da pesquisa; o pacto de São José da Costa Rica; a questão da prevalência dos direitos humanos; o movimento das Diretas Já; as diferentes atuações profissionais; a influência do marxismo; a viagem à Cuba nos anos de 1980; a atuação no Governo de Orestes Quércia; a atuação como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF); as mudanças de intelectual púbico para ministro; a repercussão do seu voto da contribuição dos inativos; a Lei da Anistia; o voto do feto anencéfalo; o caso do Battisti; os problemas da política midiática; os votos marcantes; a vida após STF; a atuação na advocacia; o foco na literatura; a crítica às privatizações; conclusões e agradecimentos.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados