Joel Mauricio das Neves Tembe

Entrevista

Joel Mauricio das Neves Tembe

Entrevista realizada no contexto do projeto “Cientistas sociais de países de Língua Portuguesa: histórias de vida”, com financiamento do Programa de Cooperação em matéria de Ciências Sociais para os países da comunidade de Língua Portuguesa (Programa Ciências Sociais CPLP) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Vídeo, com consulta no portal. Clique aqui para acessar o vídeo.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Helena Maria Bousquet Bomeny
Guilherme Mussane
Arbel Griner
Data: 8/8/2011
Local(ais):
Salvador ; BA ; Brasil

Duração: 2h50min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Joel Mauricio das Neves Tembe
Formação:
Atividade:

Equipe


Transcrição: Lia Carneiro da Cunha;

Conferência da transcrição: Gabriela Mayall;

Técnico Gravação: Thais Blank; Bernardo de Paola Bortolotti Faria; Marco Dreer Buarque;

Sumário: Ninna Carneiro;

Temas

Acordos e tratados políticos;
África;
Arquivos nacionais;
Atividade acadêmica;
Brasil;
Carreira acadêmica;
Catolicismo;
Comunidade dos Países de Língua Portuguesa;
Cultura;
Descolonização;
Estudos históricos;
Família;
História;
Igreja Católica;
Inglaterra;
Língua portuguesa;
Marxismo;
Moçambique;
Obras de referência;
Política;
Preso político;
Religião;
Repressão política;

Sumário

Entrevista: 08.08.2011

Origens; a assimilação cultural do pai; a separação dos pais e a ida para morar com a família paterna, no Catembe; os estudos durante a infância; a condição do pai como chefe tradicional, após a morte do avô; a adaptação à vida rural; a relação entre a língua portuguesa e a língua local; o avô paterno, Joel Roberto Tembe; a posição simbólica como chefe tradicional; a interrupção dos estudos devido à Geração Oito de Março; a questão da assimilação cultural; as condições necessárias para a obtenção do status de assimilado; o processo de libertação de Moçambique; o impacto da independência moçambicana nas zonas urbanas; a percepção do pai em relação ao movimento revolucionário da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo); o estabelecimento da Frelimo como partido único; a educação religiosa; a adoção do catolicismo pelo pai; a posição como acólito da igreja católica; a convivência com as famílias da vizinhança; a situação familiar após a independência de Moçambique; conflitos com o pai devido à política; a participação nos grupos dinamizadores;o impacto da prisão do pai; a Geração Oito de Março; a notícia da prisão do pai como contra-revolucionário; ativismo político após a independência; a indicação para o curso de história; a escolha do curso como decisão do Ministério da Educação moçambicano; o papel dos filhos de assimilados na Frelimo; a formação em história; o enfoque em estudos africanos; a influência do pensamento marxista; atuação acadêmica após a conclusão do bacharelato; o processo de abertura política de Moçambique; o acordo de Nkomati; a influência política da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo); a crise econômica; a figura do presidente Samora Machel; a percepção popular sobre o presidente; a política pan-africanista de Samora Machel; os estudos em Londres; a preparação para o doutoramento; a opção pela Inglaterra; a adaptação à tradição acadêmica inglesa; a trajetória do pai após sair da cadeia; a condição do pai enquanto líder comunitário e opositor do governo; a relação da família com o pai enquanto ele estava preso; o convite para assumir a direção do Arquivo Histórico de Moçambique (AHM); a conciliação do trabalho no AHM com a atuação como docente; desafios enfrentados na manutenção do AHM; parcerias com outras instituições; o cargo de presidente da Eastern and Southern Africa Region Branch of the International Council of Archives (ESABRICA); o projeto da História das Lutas de Libertação na África Austral; a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC); o paradigma de libertação e solidariedade; a importância do conceito de libertação no processo de descolonização africano; desafios da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) em termos de integração entre os países; o papel de Moçambique dentro da CPLP; contato com o Brasil; a influência de Amartya Sen, economista indiano; o pensamento de Frantz Fanon; o livro “Eduardo Mondlane, um homem a abater”, de José Duarte de Jesus.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados