Maria Paula Gutierrez Meneses

Entrevista

Maria Paula Gutierrez Meneses

Entrevista realizada no contexto do projeto “Cientistas sociais de países de Língua Portuguesa: histórias de vida”, com financiamento do Programa de Cooperação em matéria de Ciências Sociais para os países da comunidade de Língua Portuguesa (Programa Ciências Sociais CPLP) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal. Clique aqui para acessar o vídeo.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Celso Castro
Guilherme Mussane
Arbel Griner
Data: 7/8/2011
Local(ais):
Salvador ; BA ; Brasil

Duração: 2h7min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Maria Paula Guttierrez Meneses
Formação: Doutorada em antropologia pela Universidade de Rutgers (EUA) e Mestre em História pela Universidade de S. Petersburgo (Rússia).
Atividade: Pesquisadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Professora da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique).

Equipe


Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Carlos Subuhana ;

Técnico Gravação: Thais Blank; Bernardo de Paola Bortolotti Faria; Marco Dreer Buarque;

Sumário: Ítalo Rocha Viana;

Temas

África;
África do Sul;
Antropologia;
Arqueologia;
Brasil;
China;
Ciências Sociais;
Comunidade dos Países de Língua Portuguesa;
Conflitos sociais;
Desenvolvimento social;
Estados Unidos da América;
Europa;
Família;
Formação acadêmica;
Formação escolar;
Guerra Fria;
História;
India;
Infância;
Justiça;
Língua portuguesa;
Migração;
Moçambique;
Patrimônio cultural;
Pesquisa científica e tecnológica;
Portugal;
Revolução dos Cravos (1974);
União Soviética;
Universidade de Coimbra;
Viagens e visitas;

Sumário

Entrevista: 06/09/2011

Origens; a trajetória dos pais; a influência do processo de independência de Moçambique; relações entre Moçambique e o Brasil; a criação do propedêutico na universidade; a geração 8 de Março; cursos de desenvolvimento; a Revolução dos Cravos e a independência moçambicana; uma leitura dos dois processos relacionados ao Golpe de Estado; lembranças da infância; a relação entre os processos; os brancos em Moçambique; o 25 de Abril e o 21 de Outubro; alguns professores brasileiros;a licenciatura em História na URSS; o Estado e a formação de quadros; o Grupo do Aquário; a relação de Moçambique com a África do Sul; algumas viagens; a União Soviética e o curso de História;o mestrado; o contexto histórico; questões sobre a História; a Frelimo; conflitos na África e a Guerra Fria; recordações da Perestroika; o retorno para Moçambique na Universidade Eduardo Mondlane; relações com o Brasil e a RDA; o doutorado; lembranças de Moçambique por volta dos anos 90; a ida para o doutorado nos EUA; Arqueologia; a construção da tese; a passagem para a Antropologia; a participação no regulamento do Patrimônio Cultural em Moçambique; o período como docente na Universidade Eduardo Mondlane; personagens marcantes; a relação entre universidade e governo; o Centro de Estudos Africanos; questões sobre paradigmas analíticos; o Departamento de Arqueologia e Antropologia; postura intelectual; as Ciências Sociais e Humanas em Moçambique; as humanidades e a massificação; a relação com o Índico; a valorização da história da África; a ida para a Universidade de Coimbra; a vontade de prosseguir com investigações; a opção por Portugal; projetos e pesquisas; “rebelde competente”; o Congresso Luso-Afro-Brasileiro e a CPLP; participações e impressões sobre o Congresso; Moçambique entre a CPLP e o Índico; repensar o continente africano; o Sul Global; a língua portuguesa; as relações com Brasil e Portugal; Brasil e Índia como referências; contatos com o Brasil; a relação com Boaventura de Sousa Santos e o projeto sobre a Justiça em Moçambique; algumas publicações; as Ciências Sociais em Portugal; os Palop;estudos sobre a África; pesquisa sobre a região de Matutuíne; as migrações; o projeto da lei de terras; a folclorização da cultura;a influência chinesa na África e uma obra marcante; relações com China, África do Sul, Índia e Brasil; a Europa; o crescimento da África; Dreams in a time of war, de Ngugi wa Thiong'o; a influência de Aquino de Bragança na sua carreira.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados