Ary Faria Marimon Filho

Entrevista

Ary Faria Marimon Filho

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "História do direito e da justiça do trabalho", parte integrante do projeto Pronex "Direitos e cidadania", desenvolvido pelo CPDOC com o apoio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), no período de 2004 a 2006. A escolha do entrevistado se justificou por ser Juiz do Trabalho.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Regina de Moraes Morel
Data: 23/8/2005
Local(ais):
Porto Alegre ; RS ; Brasil

Duração: 1h45min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Ary Faria Marimon Filho
Nascimento: 30/7/1967; Alegrete; RS; Brasil;

Formação: Faculdade de Direito.
Atividade: Juiz do Trabalho. Ex-presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (Amatra 4).

Equipe

Levantamento de dados: Angela Maria de Castro Gomes;Elina da Fonte Pessanha;Regina de Moraes Morel;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Angela Maria de Castro Gomes;Elina da Fonte Pessanha;Regina de Moraes Morel;

Transcrição: Flavia Burlamaqui Machado;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Luanna Gentil ;

Temas

Advocacia;
Associações profissionais;
Conselho Nacional de Justiça (CNJ);
Direito;
Direito trabalhista;
Formação escolar;
Fórum Social Mundial ;
Justiça do trabalho;
Migração;
Política;
Pontifícia Universidade Católica;
Rio Grande do Sul;
Tribunal Regional do Trabalho;

Sumário

Entrevista: 05.09.2005

Origens familiares; influências espanholas e portuguesas; o trabalho do pai na Secretaria da Agricultura; a escolha por cursar Direito; a atuação como vereador mirim; trajetória escolar; o ingresso a Pontifícia Universidade Católica (PUC); o curso de Ciências Jurídicas e Sociais; a escolha por Direito do Trabalho; o estágio em um escritório de advocacia; a atuação como advogado; o concurso para Justiça do Trabalho; a atuação como assessor no Tribunal do Trabalho; a atuação como juiz; a mudança para Porto Alegre; o trabalho com uma jurisdição compartilhada; o afastamento da profissão; a promoção para São Borja; a mobilidade dentro da jurisdição; a diferença de qualidade no trabalho da advocacia nas regiões; a ida à Caxias; a relação dos sindicatos com a Justiça do Trabalho; a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho; a revista da Amatra; a importância do movimento associativo dos juízes; a área da Justiça Comum; a criação da cartilha do trabalhador; o projeto “O direito do trabalhador pede carona”; o lançamento do Fórum Mundial; a participação de juízes em ONGs; projetos ajudados pela Amatra; a disputa da direção da associação; a campanha do Fórum Mundial; o projeto do Fórum Nacional do Trabalho e a emenda 47; as demandas da Justiça do Trabalho; a Anamatra como uma entidade combativa e legítima; as discussões sobre o movimento sobre a extinção da Justiça do Trabalho; Rio Grande do Sul e a arrecadação do imposto de renda do país; o processo do trabalho e as pluralidade de ações; experiências profissionais; as demandas da Justiça do Trabalho; a luta pelo aumento da capacidade da infraestrutura humana da Justiça do Trabalho; a reforma sindical; o enfraquecimento dos sindicatos; a opinião acerca da unicidade ou a representação exclusiva; os juízes do Rio Grande do Sul; o reconhecimento do Conselho Nacional da Justiça do Trabalho; conclusões e agradecimentos.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados