Cloves de Bittencourt Dottori I

Entrevista

Cloves de Bittencourt Dottori I

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Os anos de chumbo: memórias da guerrilha", desenvolvida por Alzira Alves de Abreu. Ela foi utilizada como subsídio em duas publicações de sua autoria: o livro “INTELECTUAIS e guerreiros: o Colégio de Aplicação da UFRJ de 1948 a 1968”/ Alzira Alves de Abreu. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1992, e o artigo de Alzira Alves de Abreu, “Os anos de chumbo: memória da guerrilha.” in: Marieta de Moraes Ferreira (org.) “ENTRE-VISTAS: abordagens e usos da história oral.” Rio de Janeiro, Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1994, p. 14-32. A escolha do entrevistado justificou-se por ter sido professor de Geografia do CAp no período estudado e um dos responsáveis pela formação de várias gerações de alunos do CAp.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Alzira Alves de Abreu
Data: 6/5/1987
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h30min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Cloves de Bittencourt Dottori
Nascimento: 17/4/1935; Teixeiras; MG; Brasil;

Formação: Graduado em História e Geografia pela Faculdade Nacional de Filosofia (1956).
Atividade: Professor do Colégio Pedro II e do departamento de Geografia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeito (PUC-Rio).

Equipe


Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Maurício Silva Xavier;

Temas

Colégio de Aplicação da UFRJ;
Ditadura;
Educação;
Educação especial;
Gênero;
Luís Alves Matos;
Marxismo;
Ordens religiosas;
Orientação educacional;
Pedagogia;
Política educacional;
Política partidária;
Pontifícia Universidade Católica;
Regime militar;
Repressão política;

Sumário

Entrevista: 06/05/1987
Fita 1-A: Primeiros contatos com o Colégio de Aplicação da UFRJ (Cap-UFRJ); motivos pelos quais foi afastado do CAp; convite do coordenador de didática James Braga Vieira da Fonseca para integrar o corpo docente do colégio; atuação de James Braga Vieira da Fonseca como coordenador de didática em geografia e história; desempenho de Luiz Alves de Mattos na direção do CAp; considerações sobre a proposta pedagógica do CAp em relação a professores e alunos; avaliação das classes experimentais (nova proposta curricular); observações sobre o processo seletivo do CAp; comentários sobre o perfil dos alunos do CAp; recordações sobre a passagem do entrevistado como professor do Colégio São Bento; lembranças sobre a passagem do entrevistado pela PUC (66-67); atuação de Arhtur e Hugo Weiss na criação do núcleo de estudos que promovia excursões, debates e conferências no CAp; a experiência de Luiz Alves de Mattos na ordem beneditina; comparação entre as metodologias e objetivos educacionais das ordens beneditina e jesuíta.
Fita 1-B: Alunos do São Bento que se destacaram; críticas ao processo seletivo experimental de sorteio no CAp; recordações sobre as passagens pelo Colégio Santo Inácio (antes e depois da abertura política); conflitos ideológicos com a diretoria do Santo Inácio; repercussão da saída de Luiz Alves de Mattos do CAp; relato de perseguições políticas no CAp na década de 60; repercussão da nova conjuntura política pós-64 no corpo de professores do CAp; a participação de alunos em diferentes formas de resistência política ao regime militar; comparação entre os perfis dos professores de história e geografia e das outras disciplinas; balanço sobre desempenho e disciplina dos alunos do CAp; a relevância do Serviço de Orientação Educacional (SOE) do CAp; considerações sobre a preparação dos alunos para o processo seletivo das universidades; perfil do ex-aluno Sérgio Trindade que se tornou professor universitário; comentários sobre a proximidade entre alunos e professores; descrição de horários e vínculos empregatícios dos professores.
Fita 2-A: A relação dos professores do CAp com os pais dos alunos e entre si; avaliação do salário dos professores; relato de discussões sobre política partidária entre alunos e professores; comentários sobre o envolvimento de alunos com teorias marxistas; observações sobre as atividades extra-curriculares do CAp; considerações sobre a relação dos alunos entre si; o envolvimento de alunos com a luta armada; contatos com Franklin Martins em sua passagem pelo CAp; debate sobre as questões de gênero e sexo no colégio.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados