Egydio Ferreira Lima

Entrevista

Egydio Ferreira Lima

Entrevista realizada no contexto do projeto "Memória Viva" na vigência do contrato entre o CPDOC/FGV e a Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, entre março de 2005 e 2007. O projeto visa à criação do Núcleo de Memória Pernambucana (NUPEME), que compreende a montagem de um banco de entrevistas sobre a história política contemporânea de Pernambuco com políticos pernambucanos de expressão regional e/ou nacional que atuaram ou atuam no Poder Legislativo. O material produzido foi editado, dando origem ao livro PROJETO memória Viva: 14 depoimentos sobre a política pernambucana / Organizadoras Celia Costa e Dulce Pandolfi. Recife: Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, 2007. 2v. il. A escolha do entrevistado se justificou por sua liderança com atuação importante na oposição, durante o regime militar, e também na Constituinte de 1988.
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: PROJETO memória Viva: 14 depoimentos sobre a política pernambucana / Organizadoras Celia Costa e Dulce Pandolfi. Recife: Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, 2007. 2v. il.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Célia Maria Leite Costa
Dulce Chaves Pandolfi
Data: 2/4/2005 a 5/7/2005
Local(ais):
Recife ; PE ; Brasil

Duração: 6h50min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Egydio Ferreira Lima
Nascimento: 26/8/1929; -; -; Brasil;

Formação: Faculdade de Direito de Pernambuco.
Atividade: Vereador em Timbaúba (1951-1955); Deputado Estadual do MDB (1966-1969); cassado pelo AI-5 em 1969; advogado; Deputado Federal (1982-1986 e 1986-1990); relator da Comissão de Organização dos Poderes e Sistema de Governo da Assembléia Constituinte de 1987-1988.

Equipe

Levantamento de dados: Célia Maria Leite Costa;Dulce Chaves Pandolfi;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Célia Maria Leite Costa;Dulce Chaves Pandolfi;

Transcrição: Lia Carneiro da Cunha;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Temas

Anticandidatura (1973);
Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988;
Assuntos pessoais;
Câmara dos Deputados;
Cassações;
Constituição estadual, Guanabara (1967);
Direito;
Doenças;
Egídio Ferreira Lima;
Eleições indiretas;
Getúlio Vargas;
Golpe de 1964;
Governo Castelo Branco (1964-1967);
Governo João Goulart (1961-1964);
Governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003 - 2010);
Greves;
Jarbas Vasconcelos;
Movimento Democrático Brasileiro;
Parlamentarismo;
Partido da Frente Liberal - PFL;
Partido Democrático Trabalhista - PDT;
Partido do Movimento Democrático Brasileiro - PMDB;
Religião;

Sumário

1a Entrevista 04.07.2005
Fita 1-A
Nasceu em 1929, em Timbaúba; atingido aos 3 anos por paralisia infantil (1932); tratamento e cirurgia (1934); mudança da família para Serigipe, onde passa a infância; origens da família em Pernambuco; o pai Valfrido Ferreira Lima; internato no Colégio Nóbrega, no Recife (1943); retorno à casa da família (1943) em uma nova propriedade, próxima à Timbaúba; acidente em que fratura a perna, agravando a doença; ida ao Recife para tratamento; interrupção dos estudos; deficiência na formação escolar, em função dos problemas de saúde; internato no colégio Ginásio São José, em Nazaré da Mata, sob a supervisão de D. Mota (Dom José de Albuquerque Mota), em 1944. -----------------p.1-7

Fita 1-B
Participação na disputa para a direção da associação esportiva do colégio; eleito presidente do Grêmio Literário (1945); breve afastamento e retorno ao colégio em função de um período de depressão (1946); procura recuperação para a sua formação deficitária; leituras -livros emprestados da biblioteca e influência de Daniel Lima na escolha das leituras; afastamento do ginásio São José e retorno para o Recife (1947); conclusão dos estudos no colégio Oswaldo Cruz, no Recife; participação na política secundarista e na política universitária; ingresso na faculdade de Direito (1951); o entrevistado na presidência da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP); morte de Getúlio Vargas (1954); greve do setor de transportes em Pernambuco (1954); negociação com o governador de Pernambuco, Etelvino Lins, a cerca da tarifa de transportes para os estudantes. ---------------------p. 7-14

Fita 2-A
Negociação do preço do transporte para os estudantes; vereador em Timbaúba pelo PSD (1951-55); militância e religião (católica); seu livro Sinais de Vida, publicado em 1982; trechos do discurso feito pelo entrevistado na Assembléia Legislativa de Pernambuco (ALEPE) em 1968; à Constituição de 1967; concurso e atuação como juiz em Parnamirim (1956); assassinato do pai (1955); casamento (1956)...............................................p.14-22

Fita 2-B
Atuação como juiz nas eleições para o governo do estado (1962); deixa a magistratura em Parnamirim (1963); golpe militar, no Recife (1964); orientação e atuação política junto aos movimentos sociais no campo; governo de Miguel Arrais em Pernambuco; [interrupção para entrevista a TV Assembléia, em que fala sobre sua opinião sobre o projeto "Memória Viva"]; prisão e defesa do irmão Geraldo Ferreira Lima, prefeito em Timbaúba, deposto pelo golpe (1964); candidatura e eleição para a ALEPE (1966); pronunciamento de D. Hélder Câmara em defesa dos camponeses (Carpina-PE/1966); D. Hélder notificado pelo Tribunal de Justiça; defesa de D. Hélder Câmara na ALEPE; início da vida política no Movimento Democrático Brasileiro (MDB); o AI-5, a cassação do mandato de deputado estadual e a suspensão dos direitos políticos, em 1968 ------------------------------p. 22 -30.

Fita 3-A
Articulação do MDB em Pernambuco após o golpe militar; os tenentes e a história republicana; governo João Goulart (1961-64); parlamentarismo; o golpe militar (1964) como "acidente"; governo Castello Branco (1964-1967); divergências internas na esquerda e no Exército, antes e depois do golpe; deposição de Miguel Arrais em Pernambuco; manifesto dos governadores contra o golpe (1964); a movimentação no Palácio do Campo das Princesas no contexto do golpe militar...............................................................p.30-37

Fita 3-B
Invasão dos oficiais militares, ao gabinete de Miguel Arrais, no dia 1 de abril de 1964, no Palácio do Campo das Princesas; percurso do Palácio do Campo das Princesas até sua residência, em companhia de Fausto Nascimento; paradas policiais e movimentação nas ruas de Recife no dia do golpe militar; Miguel Arrais sai preso do Palácio; depoimento no Inquérito Policial Militar (IPM) da ALEPE (1964)................................................p.. 37-42.

2a Entrevista: 07.07.05
Fita 1-A
O clima político e as oposições em Pernambuco após o golpe militar (1964-1968); cassações de mandatos políticos no estado decorrentes do AI-5 (1968); o golpe e a herança tenentista; formação do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em Pernambuco; o MDB na ALEPE antes e após o AI-5..........................................................................p.1-6.

Fita 1-B
Articulação e crescimento do MDB em Pernambuco; eleição de Marcos Freire para o Senado (1974); expressiva vitória eleitoral do MDB em 1974, crescimento do partido e conseqüências para o regime; Castello Branco e as divisões internas no Exército; crescimento da oposição ao regime e o grupo dos "autênticos"..............................p.6-13.

Fita 2-A
Eleição para presidência do MDB (1973-74); eleição e derrota de Jarbas Vasconcelos para o Senado (1974); anticandidatura de Ulysses Guimarães (1973); o papel da oposição e da conjuntura internacional no processo de abertura; cassação de direitos políticos do entrevistado (1968); atuação como advogado durante o regime militar; candidatura à Câmara Federal (1982); eleições de 1982.................................................................p.13-21

Fita 2-B
Atuação na vice-liderança do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) na Câmara Federal (1982-84); candidatura, rejeitada por Tancredo Neves, à liderança do partido na Câmara Federal (1984); candidatura, rejeitada por Miguel Arrais, à liderança do PMDB em Pernambuco (1984); viagem à Europa para encontra a irmã na Líbia, em 1977.............................................................................................................................p.21-26

Fita 3-A
Durante viagem a Europa, recusa ao pedido de Arrais para ir a Argélia; rejeição de Arrais a sua candidatura para o Senado (1986); defende publicamente Miguel Arrais das acusações de seu adversário político, José Múcio Monteiro, durante a Campanha eleitoral para o governo de Pernambuco; articulação e campanha pelas eleições diretas (1983-84); sessão na Câmara em que foi derrotado o primeiro decreto-lei do governo militar (1983); convocação da Constituinte (1983).........................................................................p.26-33.

Fita 3-B
Posição de Roberto Magalhães favorável às eleições diretas para a presidência da República (1983); escolha do candidato à vice na chapa de Tancredo Neves (1983); debate quanto a quem deveria assumir a Presidência da República, após a morte de Tancredo (Sarney ou Ulysses); o governo Sarney (1984-1989); a questão do parlamentarismo; conquista do apoio de Marco Maciel à defesa de D. Hélder Câmara; a Assembléia Nacional Constituinte (1987-88)...............................................................................................................p.33-39.



Fita 4-A
Atuação de Egydio na Comissão de Organização dos poderes, na Assembléia Nacional Constituinte (1987-88); a Constituição de 1988; emendas constitucionais; o MDB/PMDB e o retorno ao pluripartidarismo ...............................................................................p.39-44.

Fita 4-B
Adesão ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), em 1989; afastamento da vida política por razões de ordem pessoal; opinião sobre a aproximação de Jarbas Vasconcelos (PMDB) com o Partido da Frente Liberal (PFL); aproximações esquerda-direita; a crise política do governo Lula (2005); eleição e governo Lula (2002-2005); perspectivas políticas para o estado de Pernambuco - posições de Jarbas Vasconcelos e doença de Miguel Arrais (2005); opinião sobre o "projeto memória da História republicana em Pernambuco" e a Fundação Getúlio Vargas (FGV).............................................................................p.44-51.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados