Ernesto Justo Lopez

Entrevista

Ernesto Justo Lopez

Para ter acesso ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Vídeo, com consulta no portal

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Celso Castro
Data: 22/2/2017
Local(ais):
Buenos Aires ; -- ; Argentina

Duração: 1h27min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Ernesto Justo Lopez
Formação: Ensino Médio no Colégio Nacional Nicolás Avellaneda em 1964; Graduação em Sociologia na Universidad de Buenos Aires em 1984;
Atividade: Coordenador da área de forças armadas e sociedade da Facultad Latinoamericana de Ciências Sociales (FLACSO) na argentina entre 1989 - 1991; Secretário academico, Diretor do departamento de ciências Sociais, vice-reitor de pós-graduação e vice-reitor de relações institucionais na Universidad de Quilmes entre 1992 - 2002; Chefe de Gabinete do Ministro da Defesa da Argentina entre 2003 - 2005; Embaixador da República Argentina no Haiti entre 2005 - 2008; Embaixador da República Argentina na Guatemala entre 2008 - 2014; Diretor do Instituto de Problemas Nacionales de la Universidad Nacional de lanús desde 2014; Professor Consultor de la Universidade Nacional de Quilmes;

Equipe

Sumário

Entrevista: 22/02/2017


Origem familiar e membros militares na família; Educação e formação no âmbito do sistema público argentino; O golpe militar na Argentina e a decisão pela militância política de esquerda; Exílio no México em 1976 em resposta à repressão política; Posicionamento de sua família em relação ao Peronismo; Desdobramento do radicalismo na Argentina em duas correntes; As inclinações políticas dos diferentes setores do Exército argentino; A transição democrática argentina em meio ao colapso político da Guerra das Malvinas; O envolvimento com a militância esquerda peronista; O distanciamento do movimento político por volta de 1975; A experiência do exílio no México; Interpretação das Forças Armadas face ao Peronismo e a doutrina de segurança nacional; Experiência na Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) no México; Publicações e temas abordados no México; Palestra e Mesa Redonda sobre a Guerra das Malvinas na Casa Argentina no México; Início da proposta de regressar à Argentina em 1983; Regresso à Argentina em um regime de semi-sabático na Flacso; Estabelecimento da associação AIFAS - Associación Argentina de Mediación sobre Fuerzas Armadas y Sociedad; Obtenção de financiamento da Fundação Ford para pesquisa; Início da elaboração de um livro de entrevistas com militares; Fim do vínculo com a Flacso nos anos 90 e iniciou um programa de pesquisa sobre Forças Armadas e Sociedade; Reconhecimento da influência brasileira em sua pesquisa; Sobre a experiência nos Ministérios no governo Kirchner; A saída do gabinete no contexto da decisão argentina de participar da MINUSTAH; A experiência de ser um dos chefes civis da MINUSTAH como embaixador da Argentina; A experiência como Embaixador da Argentina na Guatemala; O retorno a Quilmes, Argentina; Continuidade do exercício de sua carreira acadêmica, inicialmente como Professor consultor; Comentários sobre a situação atual das Forças Armadas argentinas.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados