Jorge Hilário Gouvêa Vieira

Entrevista

Jorge Hilário Gouvêa Vieira

Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Izabel Saenger Nuñez
Paulo Augusto Franco de Alcântara
Data: 20/2/2018 a 5/4/2018
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 7h47min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Jorge Hilário Gouvêa Vieira
Nascimento: 1/1/0001; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1966).
Atividade: Ingressou no GVA em janeiro de 1961; membro do Instituto dos Advogados Brasileiros; membro da Associação Brasileira de Direito Financeiro; presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização – CNSEG (2010-2013); presidente da Federação Nacional das Empresas de Seguros de Capitalização – FENASEG (2010-2013); presidente do Banco do Estado do Rio de Janeiro (1988-1990); secretário da Fazenda do Estado do Rio de Janeiro (1987-1990); presidente do Instituto de Resseguros do Brasil (1985-1987); presidente da Comissão de Valores Mobiliários (1977-1979 e 1979-1981); diretor da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1972-1973); Professor de Direito Comercial (1969-1976).

Equipe


Pesquisa e elaboração do roteiro: Yasmin Curzi;Clara Leitão de Almeida;Izabel Saenger Nuñez;Paulo Augusto Franco ;

Transcrição: Gabriela Franco Duarte;Lia Carneiro da Cunha;Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Yasmin Curzi;Clara Leitão de Almeida;

Técnico Gravação: Ninna Carneiro;

Temas

Abertura política;
Advocacia;
Atividade profissional;
Banco Central do Brasil;
Comissão parlamentar de inquérito;
Companhia Vale do Rio Doce;
Delfim Neto;
Direito;
Ditadura;
Economia;
Ernani Galveas;
Estados Unidos da América;
Família;
Formação escolar;
Francisco Dornelles;
Governos militares (1964-1985);
Infância;
Instituto de Resseguros do Brasil;
Magistério;
Mário Henrique Simonsen;
Mercado financeiro;
Ministério da Fazenda;
Pedro Malan;
Pensamento político;
Pontifícia Universidade Católica;
Redemocratização;
Rio de Janeiro (cidade);
Senado Federal;
Universidade Federal do Rio de Janeiro;
Walter Moreira Salles;

Sumário

1ª Entrevista: 20 de Fevereiro 2018

Origens familiares; apresentação; infância no Rio de Janeiro; Trajetória escolar: Colégio Santo Inácio; estágio em escritório de seu pai no terceiro ano do ensino médio clássico; Origens familiares; a vida no Rio de Janeiro; visões políticas de sua família; opiniões sobre a ditadura; Avó dona-de-casa; Avô como Presidente da Bolsa; Pai advogado formado pela Federal do Rio de Janeiro; Faculdade de Direito na PUC; Início do CEPED (Centro de Estudos de Pesquisa do Direito); Ida para Berkeley; Relação com Pedro Malan; Encontro com Hans Kelsen; Trajetória profissional: retorno para o escritório; Boom da Bolsa de 1971; Lei das S.A.; Professor da PUC à convite de Joaquim Falcão; Relacionamento com José Luiz Bulhões Pedreira; escritório na Rio Branco; Governo nacionalista e abertura do mercado; opiniões sobre o governo militar; relação com Alfredo Lamy; elaboração da Lei das S.A.; valorização da CVM; Banco Central e cultura da regulação.

2ª Entrevista: 28 de Fevereiro 2018
Trajetória profissional: Conselho de Contribuintes; Sulamérica e Bradesco; Relação com Walther Moreira Salles; Estruturação da CVM com fundamentos de abertura econômica e política; “desenvolvimento” do mercado; Papel de Roberto Teixeira; Relação com Mario Henrique Simonsen; Relação da CVM com Bacen; fundação da CVM; relação com a IBMEC; relação da Bolsa do Rio; Visão sobre o mercado; visão do mercado sobre a CVM e o apelido de “xerife do mercado”; relação com o Ministério da Fazenda (Heinz Rischbieter e Mario Henrique Simonsen); relação com Delfim Netto; Estruturação da CVM: a contratação da equipe; mecanismos e desenho do funcionamento interno; atividades; inspiração na SEC norte-americana; Caso Vale; relação com Ernane Galvêas e Geraldo Langoni.

3ª Entrevista: 5 de Abril 2018
Demissão da CVM; CPI no Senado; escolha do sucessor; CVM e redemocratização do Brasil; mudança de papel da CVM; visão sobre a CVM atual; Relação com Francisco Dornelles; o Instituo de Resseguros do Brasil; Relação com Sergio Quintella.


Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados