Nelson Werneck Sodré

Entrevista

Nelson Werneck Sodré

Entrevista realizada no contexto do projeto "Memória do setor petrolífero no Brasil: a história da Petrobrás", na vigência do convênio entre o CPDOC/FGV e o SERCOM/Petrobrás (1987-90). O projeto resultou no catálogo de entrevistas "Memória da Petrobrás: acervo de depoimentos", Rio de Janeiro: Sercom/Petrobras, 1988, 142p e no livro "A questão do petróleo no Brasil: uma história da Petrobrás", de autoria de José Luciano Dias e Maria Ana Quaglino (Rio de Janeiro, FGV/Petrobrás, 1993). Este livro possui apenas trechos de algumas entrevistas e está disponível para download: clique aqui A escolha do entrevistado se justificou pelas atividades a favor da campanha do monopólio brasileiro sobre o Petróleo.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Maria Ana Quaglino
José Luciano de Mattos Dias
Data: 8/10/1987
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h20min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Nelson Werneck Sodré
Nascimento: 27/4/1911; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Falecimento: 13/1/1999; Itu; SP; Brasil;

Formação: Escola Militar do Realengo.
Atividade: Professor de história militar da Escola de Comando e Estado Maior; professor do Instituto Superior de Estudos Brasileiros. Coordenador do curso de história militar da Escola de Estado-Maior. Participou da chapa nacionalista vitoriosa nas eleições de 1950 para o clube militar, assumindo o departamento cultural da agremiação. Em 1951, foi transferido para o 6º regimento da artilharia auto-rebocado em cruz alta no rio grande do sul. Manteve-se vinculado à campanha do petróleo. Com a criação , em 1955, do Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), passou a dirigir o seu departamento de história. Foi colaborado da seção literária do Jornal Última Hora a partir de 1956 e professor visitante da universidade de Brasília (UnB).

Equipe

Levantamento de dados: José Luciano de Mattos Dias;
Pesquisa e elaboração do roteiro: José Luciano de Mattos Dias;

Conferência da transcrição: Maria Ana Quaglino;

Copidesque: Leda Maria Marques Soares;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Sandra Soares;José Luciano de Mattos Dias;

Temas

Campanha do petróleo (1948-1953);
Clube Militar;
Estillac Leal;
Getúlio Vargas;
Indústria petroquímica;
Militares;
Nacionalismo;
Nelson Werneck Sodré;
Petrobras;
Política energética;

Sumário

Entrevista: participação no início da Campanha do Petróleo; histórico da campanha; o papel da imprensa na campanha; o problema do petróleo no meio militar; Horta Barbosa; eleições de 1950 no Clube Militar: a participação do entrevistado; a presidência do general José Pessoa no Clube Militar (1944); a presidência do general Salvador César Obino: a abertura do clube ao debate da questão do petróleo; o relacionamento com o general José Pessoa; Escola de Estado-Maior; a crise no Clube Militar; Estillac no Ministério da Guerra de Vargas: um erro político; a posição do grupo nacionalista no Clube Militar; esquerdismo; a vinculação do Partido Comunista com a tese do monopólio estatal; posições na diretoria do Clube Militar: a impossibilidade de recuo; a abrangência da Campanha do Petróleo no meio militar; o aumento de filiação ao clube e sua relação com as eleições de 1950; a articulação política da chapa Estillac Leal - Horta Barbosa: a oposição a Dutra; a relação entre a chapa vencedora e o governo Vargas; balanço do governo Dutra; Estillac; as manobras de Vargas para compor seu governo (1950); conversa do entrevistado com Estillac; consequências do envolvimento na Campanha do Petróleo: saída da Escola de Estado-Maior; condições essenciais para a compreensão do problema do petróleo no Brasil: a Guerra Fria e a luta interna em torno de Vargas; participação na campanha após o afastamento da Escola de Estado-Maior; participação na campanha após a saída do Clube Militar (1952); a corrente nacionalista contra o Estatuto do Petróleo; o Jornal de Debates; a participação dos militares na Campanha do Petróleo; a oposição ao projeto de Vargas: o triunfo da Lei 2004 e a derrota de Vargas; a crise no Clube Militar: o artigo sobre a Guerra da Coréia e seus desdobramentos; os presidentes da Petrobrás: a ausência de nacionalistas.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados