Vladimir Palmeira

Entrevista

Vladimir Palmeira

Entrevista realizada no contexto do projeto Memórias dos fundadores do PT, através do convênio estabelecido entre o Centro Sérgio Buarque de Hollanda - Documentação e Memória Política, da Fundação Perseu Abramo, e o CPDOC, da Fundação Getulio Vargas, a partir de 01 de dezembro de 2004, com o objetivo de constituir acervo digital e de publicar um livro desses depoimentos editados.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Marieta de Moraes Ferreira
Alexandre Fortes
Data: 23/2/2006
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 2h34min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Vladimir Palmeira
Nascimento: 11/12/1944; --; AL; Brasil;

Formação: Professor; doutor em História.
Atividade: Militante político; deputado federal pelo PT. Eleito deputado federal constituinte em 1986.

Equipe

Levantamento de dados: Melissa Lourenço Machado;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Marieta de Moraes Ferreira;Alexandre Fortes;

Transcrição: Lia Carneiro da Cunha;

Técnico Gravação: Alexandre Fortes;

Sumário: Luanna Gentil ;

Temas

Alagoas;
Atuação parlamentar;
Bélgica;
Comunismo;
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq);
Cuba;
Ditadura;
Economia;
Educação;
Faculdade Nacional de Direito;
Família;
Governo federal;
Governo João Goulart (1961-1964);
Governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003 - 2010);
Leonel Brizola;
Literatura;
Luiz Inácio Lula da Silva;
Movimento estudantil;
Movimento Revolucionário 8 de Outubro;
Movimento sindical;
Partido Democrático Trabalhista - PDT;
Partido dos Trabalhadores - PT;
Repressão política;
Rio de Janeiro (cidade);
São Paulo;
Senado Federal;
Social democracia;
Socialismo;
União Democrática Nacional;

Sumário

Entrevista: 23/02/2006

Origens familiares em Alagoas; a migração para o Rio de Janeiro; as influências de seu pai como deputado constituinte em 1946 pela União Democrática Nacional (UDN); o retorno à Maceió; o forte contato com a literatura; a participação em uma revista escolar; o início no Movimento Secundarista e a fundação de um Grêmio Escolar; a postura contra o governo João Belchior Marques Goulart e contra o socialismo; os impactos da censura na ditadura militar; a aproximação com a esquerda; a entrada no Grupo dos onze e a defesa da luta armada; o ingresso à Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro; a atuação em um grupo revolucionário; a Dissidência do Partido Comunista da Guanabara; a construção de entidades dentro do movimento estudantil; o processo de revalorização do movimento estudantil; a lei Suplicy em 1965 e os impactos no movimento estudantil; a luta das anuidades na educação pública; a imagem de símbolo da resistência; a direção dos atos conjuntos das diversas faculdades; o massacre da Praia Vermelha; a ruptura do movimento estudantil do Rio de Janeiro; a grande repressão e violência dos militares; a organização da União Metropolitana dos Estudantes (UME); a luta do calabouço em 1966; a expansão da UME em 1967; a atuação como presidente da UME; a UME como entidade de massas; as influências americanas no movimento estudantil brasileiro; um movimento estudantil que se sustentava de forma sindical; a importância do ano de 1968 no mundo; a prisão em 1967 e 1968; o exílio em Cuba e na Bélgica; a transformação da Dissidência no Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8); a discussão sobre a abertura política; a convenção de fundação do Partido dos Trabalhadores (PT); sua atuação na fundação formal do PT; a ida à São Paulo; o trabalho como tradutor para a CNPq; a atuação como militante de base; a ida para o Rio de Janeiro e a candidatura ao Senado; os impactos do Governo de Leonel Brizola; os problemas dos Governos do estado do Rio de Janeiro; a experiência como Deputado Federal; a participação como líder do PT; as intervenções da direção nacional do PT nas direções estaduais; os conflitos e aproximações com o Partido Democrático Trabalhista (PDT); a “social democratização” do PT e o afastamento da esquerda; a escolha entre um partido institucional ou um partido de esquerda; os problemas na criação do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL); a atuação do Luiz Inácio Lula da Silva na economia; o Brasil como uma posição de liderança na cena internacional no Governo Lula.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados