Milton Barbosa e Regina Lúcia dos Santos

Entrevista

Milton Barbosa e Regina Lúcia dos Santos

Entrevista realizada no contexto do projeto "História do Movimento Negro no Brasil", desenvolvido pelo CPDOC em convênio com o South-South Exchange Programme for Research on the History of Development (Sephis), sediado na Holanda, a partir de setembro de 2003. A pesquisa tem como objetivo a constituição de um acervo de entrevistas com os principais líderes do movimento negro brasileiro. Em 2004 passou a integrar o projeto "Direitos e cidadania", apoiado pelo Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) do Ministério da Ciência e Tecnologia. As entrevistas subsidiaram a elaboração do livro "Histórias do movimento negro no Brasil - depoimentos ao CPDOC." Verena Alberti e Amilcar Araujo Pereira (orgs.). Rio de Janeiro: Pallas; CPDOC-FGV, 2007. A escolha do entrevistado justificou-se por ter sido um dos fundadores da primeira Comissão de Negros do PT e um dos fundadores do Movimento Negro Unificado (MNU).
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC.
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: Histórias do movimento negro no Brasil - depoimentos ao CPDOC. Verena Alberti e Amilcar Araujo Pereira (orgs.). Rio de Janeiro: Pallas; CPDOC-FGV, 2007.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Verena Alberti
Amilcar Araujo Pereira
Data: 19/7/2004
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 3h15min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Milton Barbosa
Nascimento: 12/5/1948; Ribeirão Preto ; SP; Brasil;

Formação: Cursou alguns semestres de Economia e Administração, mas não concluiu o curso na USP.
Atividade: Militante de vários movimentos negros. Foi um dos fundadores da primeira Comissão de Negros do Partido dos Trabalhadores (PT) e um dos fundadores do Movimento Negro Unificado (Mnu).

Nome completo: Regina Lúcia dos Santos
Nascimento: 7/11/1954; Fortaleza; CE; Brasil;

Formação:
Atividade: Geógrafa, professora, é coordenadora estadual de formação do Movimento Negro Unificado - MNU-SP.

Equipe


Transcrição:  ;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes; Marco Dreer Buarque;

Sumário: Maurício Silva Xavier;

Temas

Cultura brasileira;
Culturalismo;
Diretórios acadêmicos;
Discriminação racial;
Escravidão;
Esquerda;
Estados Unidos da América;
Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-1998);
Imprensa alternativa;
Indios;
Manifestações populares;
Movimento estudantil;
Movimento negro;
Organizações não governamentais;
Partido dos Trabalhadores - PT;
Polícia;
Racismo;
São Paulo;
Universidade de São Paulo;

Sumário

Entrevista: 19/07/2004
Fita 1-A: origens familiares; infância no bairro do Bexiga em São Paulo; a formação escolar do entrevistado; primeiros contatos com as questões raciais no período escolar; recordações sobre as primeiras atividades profissionais; a entrada para a faculdade de Economia e Administração da USP (1973); participação no centro acadêmico e outras formas de militância no movimento estudantil; comentários sobre as diferentes organizações do movimento negro do início da década de 70; participação do entrevistado no Centro de Cultura e Arte Negra (Cecan); relato sobre as atividades do Cecan; comentários sobre os grupos que deram origem ao Movimento Negro Unificado (MNU); considerações sobre as atividades do MNU; debate sobre as diferentes formas que o movimento negro assume nas capitais e nas cidades do interior.
Fita 1-B: balanço sobre a disputa entre as tendências culturalista e políticas dentro do movimento negro; a inserção do MNU nas cidades do interior paulista; comentários sobre a passagem do entrevistado pela Escola de Samba Vai-Vai (1966-80); participação do entrevistado na Liga Operária durante o período de graduação; motivos pelos quais fez a opção pelo movimento negro (1973); relato sobre as táticas de repressão policial ao movimento negro.
Fita 2-A: relato sobre o enfrentamento entre o MNU e a polícia nas escadarias do Teatro Municipal (1978); considerações sobre a organização e repercussão do ato do Teatro Municipal; considerações sobre periódicos da imprensa negra; comentários sobre o apoio de grupos musicais ao movimento negro; relatos de outras atividades de protesto entre 1978 e 79; a criação do estatuto do MNU e as divergências ocorridas no processo (1978).
Fita 2-B: Comentários sobre o movimento negro em países como Estados Unidos e África do Sul; o debate sobre a discriminação racial no Brasil e na África dentro do MNU; comentários sobre transformação do Movimento Unificado Contra a Discriminação Racial em Movimento Negro Unificado; avaliação da organização do MNU e suas diferentes tendências internas; relato sobre a militância sindical no período em que o entrevistado trabalhou no metrô de São Paulo; participação no diretório regional do Partido dos Trabalhadores (PT).
Fita 3-A: importância da Convenção Nacional do Negro em Brasília (1986); comentários sobre a origem da Fundação Palmares; a criação de órgãos voltados para as questões raciais nos governos federal e estaduais na década de 1980; balanço sobre a atuação do governo Lula em relação às questões raciais; perspectivas de atuação do movimento negro para além da atuação nos órgãos estatais; importância da obrigatoriedade do ensino de história da África nas escolas; balanço sobre a III Conferência Contra o Racismo (Durban 2001); críticas ao veto do governo Fernando Henrique Cardoso ao acompanhamento do movimento negro ao ensino de história da África na formação de professores (2003).
Fita 3-B: considerações sobre as forças políticas envolvidas na viagem de Nelson Mandela em visita a estados brasileiros; as propostas políticas de reparação a países africanos por parte do governo brasileiro; a escravidão no Brasil e a influência da revolução haitiana; comentários sobre artistas negros do século XX e sua influência na formação de identidade dos negros; debate sobre a questão de cotas para negros nas universidades; as diferentes tendências do movimento negro nos Estados Unidos e a política de cotas; comentários sobre os protestos realizados na comemoração dos 500 anos do descobrimento do governo Fernando Henrique Cardoso; a transferência da pré-conferência para Durban do Brasil para o Chile (2000).
Fita 4-A: relato sobre a organização dos protestos contra as comemorações dos 500 anos do Brasil; comentários sobre a repressão policial às manifestações; avaliação sobre a relação entre o movimento negro e as organizações indígenas; a participação do entrevistado na marcha do 13 de maio de 1988 em São Paulo; o contato do MNU com outras organizações, como grupos palestinos, movimentos de homosexuais entre outros; perspectivas de atuação e objetivos do MNU para o século XXI; balanço da importância dos movimentos negros nas reivindicações sociais ao longo da história do Brasil; comentários sobre a situação dos negros no mercado de trabalho atualmente.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados